NAVEGAR É PRECISO

antes da matéria - Cópia

08jul. MINEIRAZZO

FELIPÃO

BRASIL, VEXAME

brasil 1X7 ALEMANHA ( E podia ter sido 8X0!). Parabéns, seleção. Você representou bem o país. Infelizmente.

neymar

MOSTRA TUA FORÇA, BRASIL, ITAU

19jun.INGRATIDÃO

Deixei de contar (lá embaixo) que, depois de pagar duas matérias no INTENSIVÃO do seta2 azul direitaEntão Curso Universitário (para o vestibular de 1978), pedi ao Professor Muniz (um dos donos), e ele deixou que eu assistisse (DE GRAÇA!) às suas excelentes aulas de física. Foi um ano de bolsa! Obrigado, professor.

Ah: esqueci de contar, também, que o então estudante de engenharia civil (“Vai perder, vai perder, vai perder“, veja abaixo) havia perdido um concurso “para a Petrobrás”… (mais eu não posso contar).

19jun. VIVA SÃO JOÃO

bomba de são joão

Bomba encontrada depois de Tucano, ano passado, indo para Canudos. Boas festas. Fui. Tchau…Mais em MULTIUSO 19, MULTIUSO 21 e, claro, em

LUIZ GONZAGA, PINTURA

VIDA DO VIAJANTE: A SAGA DE LUIZ GONZAGA (quadro de Messias Barbosa, pintado a meu pedido. Veja, também,  Inocente Sedução, em MULTIUSO15.

17jun. O MUNDO É PEQUENO

camisa de criança

peu mundo pequeno carrol

Deixei de contar: enquanto aguardava o TRT me chamar, precisei fazer o ganho (da Copener e da APAEB, veja abaixo) render. Como? Passei a bolar (e pagar para desenhar e imprimir) estampa de camisa. A mais bem sucedida foi a que o meu filhote viria a desfilar, mais de 10 anos depois (veja EUS). Nome da “marca”: Luiz Estrela Corporações“SERRI, GENTE”. Clientes: repartições públicas (era uma maravilha sair, por exemplo, do TRE, com uma camada de cheque-ouro entre a sola do sapato e o pé). Era tão maravilhoso que, quando fui chamado, pedi 30 dias ao TRT (obrigado pelos desenhos, Edson).

17jun. FIDEL, O LIVRO

CAPA, VEJA, JOAQUIM E FIDELDe fio a pavio, a “reaça” Veja de 04 junho (vixe, como tô atrasado!) tá o bicho! Já na capa, o grande Joaquim Barbosa (veja MINISTRO JOAQUIM BARBOSA: “Judiciário tem grande responsabilidade pelo aumento da corrupção no país”, A POESIA E A TOGA, BARBOSA: “Judiciário tem grande responsabilidade pelo aumento da corrupção no país”, A POESIA E A TOGA, MULTIUSO14, MULTIUSO16, CONTRA UM MUNDO MELHOR, VOZES DO DESERTO, MEU PEDACINHO DE CHÃO“A MAIS BIZARRA REPORTAGEM DA HISTÓRIA”)… Em destaque (na parte de cima), alguma coisa sobre umeventual “resort privado“, em Cuba…fidel e o segurança

“Resort privado”? Em Cuba? Só pode ser mentira, né, leitor (“deu na Veja, desconfie“, né?)? Só que a história foi contada em livro (A VIDA SECRETA DE FIDEL) pelo seu ex-guarda-costas, ao lado…

E por que ele contaria?

FIDEL, DEMITE O SEGURANÇA

Claro que é mentira, mas, que faz sentido, faz… Mais:

FIDEL, o segurança, DETALHES

Nome das (anunciadas) propriedades não estatais:

Cayo Piedra

Fidel, a casa, o iate

e AuaramaII

FIDEL, o iate2

Diz a “mentirosa” revista (veja UM OUTRO MUNDO É POSSÍVEL (“VEJA MENTE”)FIDEL, O FILHO, UM OUTRO MUNDO É POSSÍVEL (VEJA MENTE II), DESCANSANDO, MULTIUSO 19, etc) que o jovem de ar empresarial ao lado é Antônio Castro, com a namorada, num restaurante em Havana… E daí? Será que, porque ele (se for ele, né?) é filho do Homem, não tem direito ao seu modesto vinhozinho com a sua gatinha, meu deus? Quanta maldade! Agora, só implicância, mesmo (O QUE É ISSO COMPANHEIRO?):

FIDEL, as vacas no 4 andar

FIDEL, a vaca...

Mais em FIDEL, O FILME, STALIN, MAO, FIDEL (e ERENICE), NADA É TUDO, DICIONÁRIO AMOROSO DA AMÉRICA LATINA, VIDEOGRAMAS DE UMA REVOLUÇÃO, A RIQUEZA E A POBREZA DAS NAÇÕES, VOCABULÁRIO DE IDEIAS PASSADAS,CISNES SELVAGENS, A VINGANÇA DE MARX, O DILEMA DE TEREZA CRISTINA, AMORAL DA HISTÓRIA, POR QUE VIREI À DIREITA , CONTRA UM MUNDO MELHOR,  A RODAVIVA DE YOANI- parte1, A RODAVIVA DE YOANI- parte2,  ESQUERDA CAVIAR (introdução)

………………………………….NAVEGAR É PRECISO

Desculpe pela demora, galera. É que bateu crise. O bicho pegou. criseNuncaantesnestepaís, o blog tinha ficado tanto tempo parado, né? É que resolvi estudar para concurso… Demorou! E, como dizia o Rei em seus bons tempos, daqui pra frente, tudo vai ser diferente. Fácil não será, mas (inseguro ou não, resistente ou não) tive de aceitar a parada: contabilidade, matemática financeira, direito tributário… Que mata fechada, meu deus! Que escuridão! Mas, é o que me resta. Fácil não será, mas nuncaantesnestepaís, eu batalhei com as condições que tenho, hoje (e se essa emenda 59/13 e essa possível divisão da categoria em servidores de 1ª e 2ª, de fato, passarem?). 

Logo que entrei no TRT (1992), não pude deixar de notar (logo, de cara!) que deveria continuar a navegar, inclusive porque tinha, digamos, sido agradado pelo Direito (estudei também por livro, por sinal, emprestado). E mestrado, essas coisas? Já formado e ainda morando na RUF … (veja DAS FLORES E DOS FRUTOS, SEM MEDO DE SER FELIZ, POR QUE VIREI À DIREITA  …), tinha 04 aninhos de trabalho informal, risco de fome iminente, um mundo de necessidade acumulada… E … pais envelhecendo: a realidade apresentava a conta. Mas, que outro concurso, meu deus? Auditor? Não. Qualquer castigo, menos contabilidade, matemática financeira, direto tributário… E fui ficando. Inicialmente, poucas e boassó até descansar de uma certa guerra e comprar (e pagar) uma casa. Sim: ir para a Justiça do Trabalho também foi uma decisão repentina. Ah, como foi dura aquela parada! Como aquele ex-colega de quarto (na Residência do Universitário Feirense, RUF, ficava nos Barris), já então “socialista” (PCdoB), líder do “Mangue” e “presidente” da residência, fez-me passar por nem tão Poucas nem Boas!

Lembra dele, leitor? Não? Dê uma olhadinha em IMAGENS INSTIGANTES1/MULTIUSO11, UM E-MAIL INTERESSANTE… e UMA RESPOSTA (Elisa Fortes, Ednice Cruz e Maria do Carmo Sales)NADA MAIS DO QUE A VERDADE?). Bem, não era disso que eu ia falar, mas… O movimento talvez de esquerda autodenominado “O Mangue” foi uma galera que gostava  de “comer água” e som na alturas. Altamente ideológica, né? Sim: que age e fala visando um objetivo…(veja ÉTICA NÃO É IDEOLOGIA, MÍDIA NINJA, LULA E DILMA, 10 ANOS, CONTESTADORES OU INTEGRADOS?/MULTIUSO 19…).  E ai de quem contestasse aquele dogma (“comer água”  e zoada)… Lembro, aliás, de uns 04 ou 05 novos estudantes deixando a casa com mais um quarto vazio e indo atrás de novo lugar para morar). Que tempo, meu deus! E passei a ser o principal alvo dessa galera.  Por quê?

O “Mangue” tinha lá as suas razões, admito: eu havia voltado a morar na residência, depois de mais de 02 anos (após o prêmio do Jornal A Tarde, veja eus, HISTÓRIA DA BONDADE: PROFESSOR CID TEIXEIRA), e, como se não bastasse, gostava de ler, escrever… E precisava estudar. Não era, exatamente, alguém com o perfil esperado para morar na parte térrea da casa (onde se concentravam, digamos, os atos políticos do grupo) e se dar bem com algo chamado O Mangue”, né, leitor? E mais: tinha informado ao meu então colega de quarto, admirador (sim, admirador!), estudante de jornalismo e neo-“comunista” (veja 50 ANOS A MIL: A EPOPEIA DE LOBÃO-parte1) que o meu salário (da Bolsa de Aperfeiçoamento Científico/CNPQ) havia sumido, enquanto eu dormia…  E, no quarto… Só dormíamos eu, ele e uma sua colega de partido…

O sumiço foi comprovado e ele, motivado pelo silêncio da moça e, SUMIÇOtalvez, por seus últimos lapsos de boa-fé, confessou que ela tinha “problemas”, que aquele fato não era o primeiro dessa natureza, que ela era de família bem pobre no interior (a casa seria sem reboco, segundo ele), embora ela gostasse de se dizer de família de posses… E se comprometeu a restituir o salário roubado. Restituiu e, a seguir, mudou com ela para um dos muitos quartos vazios! Foi a senha do que estava por vir. Sabendo do quanto o tal Mangue me perturbava e afligia, o neo-“comunista” não perdoou: comandou a maior campanha política da vida dele.

Contra Collor (estávamos na época do Lula Lá; vejalula, um voto para mudar o brasil DESCANSANDO, ARQUITETOS DO PODER, PEÕES…)? Não, caro leitor. Aquele marxismo-leninismo-stalinismo só queria uma coisa: me fazer perder o concurso! Note bem: ele não torceu, apenas, o que seria legítimo. Ele se organizou e lutou  para que eu perdesse.

Vai perder, vai perder, vai perder“, assim cantavam, juntos, batendo em caçarolas, assim que me viam. Já pensou se perco? Lembra de CISNES SELVAGENS? Os cartazes (e até objetos: lata de leite vazia, por exemplo) atirados contra o quarto, principalmente quando achavam que eu dormia eram lindos! Tudo muito motivador, né, leitor? Típico de  um socialista convicto (veja RETRATO DE UMA FRAUDE). Felizmente, erravam na grande mairoia das vezes. Ora, se, além de amigos e namorada, eu ainda tinha a sala de estudo da residência da Ufba (na Vitória), onde, praticamente, passei a morar, o que eu ia ficar esparando na Ruf? Às vezes, eu chegava tarde da noite, pé-ante-pé (para pegar algo) e ouvia os comentários, a programação para o dia seguinte… Salvaram-me ainda: 1) as providenciais viagens a campo para o Relatório de Impacto de meioAPAEB capa Ambiente (Rima) da Copener (que maravilha! Ficávamos na “Casa de Geisel“…), e 2) para a História da APAEB (veja eus). As remunerações desses trabalhos garantiram o rápido e inadiável êxito no concurso (1991). Que sorte, meu deus!

Como foi gostoso, no dia da lista de aprovados (errei duas de português e 04 de direito), voltar à Ruf e encontrar aquela tristeza, aquele clima de velório. Que silêncio, meu deus! Gritei: Oxen, galera? Cadê vocês? Investiram no sol em pleno verão e choveu, foi?“. Foi legal! Melhor ainda foram os parabéns dos dois ou três amigos, que, aliás, sempre me informavam da “programação” (ataques). Vitória pessoal igual àquela, quase com o mesmo gosto, só mesmo a que tinha vindo com o vestibular pra medicina (Ufba e Bahiana/1979). Sei que estou me alongando, leitor… É que deu vontade de juntar cacos, sabe? Talvez eu esteja precisando…

Era o ano de 1976 e inventei de fazer vestibular (ainda não existia a UEFS). Não daria para passar em medicina, nem que a vacavaca, garota playboy tossisse. Para se ter uma ideia, eu só vim a ouvir falar em antropofagia e Oswald de Andrade, aqui em Salvador.  Dez sobre zero vírgula cinco (10/0,5) era incompreensível, para mim. Cortava o zero de cima com o de baixo. E vinha a gargalhada! Imagine física, química… Foi terrível no primeiro cursinho (SuperStar), em Feira. Aí, mudei para o Nobre (bom era o Acadêmico, mas, caro). Ali, então, foi um vexame. O professor de matemática (dono do curso) passou a me chamar (ironicamente, claro) de “O Inteligente“. Isso, na sala! Já pensou? Estimulante, né? Lembro de uma galera (uns 04 ou 05), inclusive uma menina, que se divertia um bocado com as minhas perguntas. Era terrível!

O que fazer, desistir? Solução prática: fazer para Biologia, passar,o que fazer, lênine e, em Salvador, navegar. Foi o que fiz. Passei. E veio a TV ARATU (veja BECHARA, GEYSI E O LIVRO “POR UMA VIDA MELHOR”, O DILEMA DE TEREZA CRISTINA, MINISTRA ELIANA CALMON E AS RAZÕES DO ILUMINISMO, POR QUE VIREI À DIREITA…), anunciando bolsa integral no já caído curso ÁGUIA (era na Piedade) aos 03 primeiros colocados. Que literatura e linguagembeleza! Peguei o 2º lugar. Matriculado na Ufba (médico, dentista, crédito educativo, RU…) e RUF… Era só lutar, né? E, como todo bom rufião, aproveitei para passar nas representações das editoras (FTD, por exemplo) e pedir um exemplar do livro do professor. Lembro muito bem dos 03 ótimos volumes de matemática (com tudo resolvido) da FTD e de LITERATURA & LINGUAGEM (Heitor Megale e Marilena Matsuoka), onde vi como era que se interpretava texto (tinha o extrato das obras e a sua interpretação, em vermelho. Que beleza! Ainda tenho esses 03 volumes).

Repassei a bolsa Águia/TV Aratu (para um colega da Ruf) e, com o que recebia, paguei MATEMÁTICA e FÍSICA, no Colégio Universitário (hoje, Curso Sartre), em frente à antiga Mesbla (Relógio de S. Pedro). Veio o vestibular de 78 e… Pau. Mas, o nível dos professores (inclusive os do Águia), a didática, o material, o tratamento, o ambiente da Ruf (cheia de gente que tinha feito como eu: usado o primeiro vestibular como trampolim), o curso de MATEMÁTICA BÁSICA na Escola de Matemática da UFBA (1º semestre de Biologia) e os livros fizeram a diferença. Que bom ir à Festa de Santana (largo da Matriz, em Feira), logo após a leitura (nome a nome, com o ar parado) da lista de aprovados na Ufba, pelas rádios. Naquela época, o mundo parava (inclusive o vento) para ouvir o resultado.  Passei no vestibular de 1979 (medicina) nas duas!

Que bom reencontrar aquela galera que morria de rir da minha “inteligência”! Receber os seus sinceros cumprimentos, então! E o melhor: verificar, depois, que Matriz de Santana, feiranenhum deles jamais saiu do trampolim. Todos, rigorosamente todos, tiveram de concluir os seus cursos de 2º opção (biologia, física, química, matemática, etc) sem, jamais, passar nos vestibulares para medicina ou engenharia. Soube até que o professor que “reconheceu” a minha “inteligência” teria perdido um vestibular, em Feira. É a vida, né?

Pois é: chegou a hora de novo. Não vou desistir do blog (inclusive já renovei a assinatura), mas o foco, agora, é outro: só contabilidade (até dezembro); matemática financeira (de janeiro a junho/15); e direito tributário (de julho a dezembro/15). Depois, tudo. Desta vez, realmente, não sei se vai dar. Mas tô afim de resgatar aquele cabra de antigamente. Sempre vou passar por aqui, claro, mas, fora contabilidade e etc, só vou ler Veja e alguma coisa pela net. No máximo, vai dar, apenas, para reproduzir. Realmente, daqui pra frente, tudo vai ser diferente. Mais uma vez, navegar é preciso.

Obrigado, abraço. E nunca esqueça de O QUE É ISSO COMPANHEIRO.

Luiz

Anúncios
Esse post foi publicado em machadodeachismo, resenha. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para NAVEGAR É PRECISO

  1. Obrigado Luiz, mas vc é um cliente muito exigente, rsrs.., me fez modificar o quadro quase todo, vixe!! Mas tá valendo, você também é artista.

    VIVA SÃO JOÃO!!!
    http://www.messibtranslucido.blogspot.com.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s