ÉTICA NÃO É IDEOLOGIA

data de origem: 28/08/2010

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na verdade, uma se opõe à outra:

  • uma serve ao DEBATE e dele se serve. A outra, ao COMBATE, de preferência cego;
  • uma serve para dizer o que DEVE/PRECISA ser dito, do ponto de vista da MELHOR TOTALIDADE, o que implica pensamento, discussão, discernimento…   A outra (laica ou religiosa), para conquistar e manter aliados. Infelizmente, nem sempre vivos;
  • uma pensa em DESCOBRIR/REVELAR, outra, ENCOBRIR/JUSTIFICAR.

Já pensou se um socialista de verdade, após várias gerações de alimento, saúde e escola hipoteticamente boas e garantidas, se perguntasse:

para quê, se não se pode nem pensar (divergir)?

– e agora? Sirvo pra quê, se não posso ter projeto de pessoa?

– O que faço com essa educação e essa comida toda?

O que é mais importante o sistema ou a pessoa(a árvore ou a floresta)?

Seria inevitável a sensação de coisa, meio, utilidade. E não fim. Esse socialista poderia ser a blogueira cubana Yoani Sánchez (http://www.desdecuba.com/generaciony/), há não muito espancada em Havana  junto com o marido.

Por que, quando puderam, os povos alimentados e educados no “socialismo” escaparam a seus regimes? Seria impossível que Cuba e Coréia do Norte se esvaziassem, se permitissem viagem? Em 1981, por exemplo, uma multidão de cubanos invadiu a embaixada do Peru, querendo saída para qualquer parte. E sempre se pega gente em alto mar ou já na beira do capitalismo, arriscando tudo em boias que encheram com o próprio ar.

Sabe-se que, em tudo dedicado a transformar cidadão em beato; ideologia em religião e membros do partido em divindades, o ESTADO SOCIALSITA foi um PODER POLICIAL ABSOLUTO,  do qual só se saiu morto, inválido ou fugido. Nele viveu um POVO-CRIADO: não lhe cabendo a crítica, não lhe coube ser humano (diversidade, inteligência, projetos, personalidade…). E nisso, infelizmente o capitalismo, com o seu potencial de lucro, técnica, disputa consentida, contratos e imaginação, foi-lhe muito superior (onde ele não presta não é ele. É a sociedade…). Se barbárie sempre houve, e imperialismo é a lei da História (veja A RIQUEZA E A POBREZA DAS NAÇÕES), não resta dúvida: cada povo que cuide si; cada sociedade que estabeleça as suas regras; cada indivíduo que force a sua história.

Daí, a necessidade de OPOSIÇÃO. Cabe, aliás, a pergunta: para onde vão os que discordam de regimes autoritários (autoritário é quem não pode pôr em exame os seus próprios credos)? Convenhamos que, sendo o estadosocialista” um bloco monolítico que – ao mesmo tempolegislou, executou e julgou (de acordo com códigos não escritos ou apenas editados); e, ainda, o empregador, o comprador, o vendedor e o editor exclusivos, foi, também, um espaço onde não se pôde falar em autonomia, reflexão, escolha, alma da ÉTICA. Nem em DEMOCRACIA (expansão da sociedade para dentro de si mesma; permissão institucional para o DISSENSO…); ou CIDADANIA (poder de uma vontade se opor a outra, inclusive o Estado, desde que baseada em lei pública). Tudo isso leva a crer que, sendo a única forma de socializar o ESTADO (para usar os termos da Profª Marilena Chauí), é a DEMOCRACIA a única forma de socialismo possível.  E a EDUCAÇÃO, o seu principal meio.  Veja-se que DEMOCRACIA não interessa a nenhum poder, mínimo que seja. Veja-se que não cabe ao poder a expansão da democracia. Mas ao não-poder (toda forma de enfrentamentooposição).

Não é esquisito que não se tenha conhecido escritores/pensadores  ou humoristas dentro do “socialismo”? E que, quando surgiram, foi-lhes feita a guerra devida! Não é engraçado que foram justamente os “socialistas” quem mais matou socialista?  O que se pode falar com segurança, quando se refere a esse tipo de regime, é em uma IDEOLOGIA (propaganda ou pílula dourada ou a mentirinha nobre, como dizia o importante Norberto Bobbio) que confisca. Confisca o quê? Tudo. A SOCIEDADE. Sociedade não: “POVO“, a massa desorganizada e abstrata que a esquerda, como a direita, sempre quis para si. Daí as FOGUEIRAS INQUISITORIAIS que, como as da Igreja Católica, torraram qualqeur coisa qeu se mexesse fora do esperado. Não é de se estranhar que, mais de 2500 anos após os gregos e as inúmeras bibliotecas escritas por ex-comunistas e simpatizantes, ainda exista inteligência disposta a elogiar e até pretender estruturas sociais jogadas ao lixo por quem as experienciou?  Seriam loucos esses povos?

Seria bobo crer nisso. Há uma incompatibilidade genuína entre esse modelo de sociedade e o ser humano: Comida, dormida e saúde não bastam a esse bicho. E quanto mais alimentado, saudável e escolarizado (e isso esteve longe de ser uma regra no socialismo), mais ele imagina (procura a sua FELICIDADE).  Vêm, então, as demandas “naturais” (desejos) que o regime não consegue acomodar. E por mais eficiente que fosse qualquer “socialismo”o que jamais foi o seu forte – o choque sempre lhe foi iminente ou imanente.  Trata-se do único regime que, se der certo, cai. Daí o dogma (ideologia) e a repressão. Não por outra razão, o PC chinês, conhecedor do submundo soviético e do seu próprio (o que incluiu os seus quintais asiáticos), preferiu, ele mesmo, cair fora. Note-se: no leste europeu, foi a sociedade que se livrou do regime.  Na China, foi o próprio partido. Não é curioso?

Posts relacionados:

ÁGUIA OU GALINHA?

OS CASOS BRUNO

DOGVILLE

OS BANDIDOS DE CUBA

VOCÊ É SOCIALISTA? TEM CERTEZA? Quer ajuda dos universitários?

NADA É TUDO

A PULGA, O BURRO e AS NORMAS (edição especial)

FIDEL, O FILME

Visite o blog da cubana  Yoani Sánchez

http://www.desdecuba.com/generaciony/

Anúncios
Esse post foi publicado em machadodeachismo. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s