MULTIUSO11

RODA VIVA

Ontem (14/11),  no programa de entrevista da TV Cultura, a Ministra Eliana Calmon deu mais um show de anticoporativismo e espírito público. Defendeu  o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o seu papel contra “prerrogativas” e  “comportamentos” seculares, e deixou claro que, embora tema retrocessos, não se sente pressionada. Ressaltou que:

  • seguiu e aprofundou os passos do seu antecessessor  (Ministro Dipp);
  • é magistrada, não política;
  • respeitada e apoiada por seus pares, está lutando é contra o “trombadinha
  • não é mulher de desisitir;

Ao ter mencionada a sua respeitabilidade na internet (redes sociais), a Corregedora do CNJ declarou que o mundo está mudando e que até o árabe caiu … A sua luta , segundo ela, é para livrar o judiciário da “erva daninha” (ânimo, Renovasindjufe!). Mais uma vez, o programa sentiu a falta de uma Marília Gabriela:

http://www.youtube.com/watch?v=KOfyK89ZoIU

Veja MULTIUSO4, também.

POR QUE OS COMUNISTAS ROUBAM?

Eugênio Bucci

“… Fidel Castro venceu. De repente, passa pelo jipe um vistoso conversível, dirigido por um dos comandados de Che. No automóvel, moços e moças festejam, cabelos ao vento. Che ordena que parem. “Que carro é este?”, pergunta ao motorista. “Era de um francoatirador”, diz ele. O comandante se enfurece. Manda que seu subordinado volte, devolva o carro e só depois vá para Havana, a pé, se for preciso (…)  A mensagem do líder era simples e direta: a revolução não era um movimento de ladrões.

Na biografia que John Lee Anderson escreveu sobre Guevara, há uma passagem parecida. De novo, estamos às voltas com automóveis. Agora, Che é ministro das Indústrias, no regime comunista de Havana. Certo dia, seu vice-ministro, Orlando Borrego, aparece na repartição com um Jaguar esporte, novinho, que encontrara numa fábrica. O chefe o interpela aos palavrões e o obriga a devolver o carro. Borrego passaria os 12 anos seguintes dirigindo um Chevy mais simples, sem opcionais. Outra vez, a mesma mensagem: a revolução não admite ladrões.

Acontece que a História (com “H” maiúsculo, como alguns preferem) não é heroica. Ela é uma piadista (…) os ladrões proliferaram nas fileiras de esquerda. Rechonchudos e felizes. Não roubaram apenas automóveis, mas utopias. Transformaram sonhos dos camaradas em butim. Estão por aí, de terno, gravata e dinheiro vivo dentro de casa. Nisso se resume o grande dilema existencial e político das organizações de esquerda.

Ao se acovardar diante da corrupção ou, pior, ao julgar que podem se extrair vantagens táticas da corrupção, um partido de esquerda abdica de acreditar na igualdade de oportunidades. (…) É bem verdade que Che se tornou um homem embrutecido, violento, comandando execuções às centenas, sem processo justo (…) Fez sua guerra, sujou as mãos de sangue (…) O que importa, agora, é que ladrão ele não foi. E isso importa porque não foi a selvageria da batalha que corrompeu a esquerda: foi o roubo (…)

A corrupção virou a pior forma de barbárie de nossa democracia não apenas porque mercadeja com o destino de crianças ou porque sacrifica vidas em hospitais imundos e estradas abandonadas, mas principalmente por ter transformado a política numa indústria complexa, cuja finalidade é a apropriação da riqueza de todos para fins privados (e fins partidários são fins privados). Na esquerda, a corrupção se qualifica: emprega métodos bolcheviques e se justifica sob licenças ideológicas que enaltecem o crime comum como se ele fosse a própria trilha de libertação dos oprimidos. É uma corrupção delirante, que se julga uma nova modalidade de guerrilha contra o capital, mas que, no fundo, presta serviços ao que há de pior no capital.

Comunistas e socialistas, quando corruptos, roubam enfim a razão pela qual morreram todos os guerrilheiros (…)

Revista Época, nº 701, 24/10/11

https://conteudoclippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2011/10/24/por-que-roubam-os-comunistas

Leia, também: PARTIDO DA CLEPTOMANIA DO BRASIL,  TEMPERATURA MÁXIMA!! e DEUS É FIEL?

A MÁFIA NO PODER

Mino Carta

 “…Quando adolescente, já perguntava aos meus imberbes botões por que o Brasil, país de imigração campana, calabresa e siciliana, entre outras, não conhecia o fenômeno mafioso. Desde logo, formulei uma tese sem qualquer pretensão científica, mas convincente (…) Não temos uma Cosa Nostra no Brasil porque eméritos mafiosos estiveram e estão no poder (…)

Inevitável, entretanto, observar que um sem-número de políticos está a cuidar é da sua própria riqueza, e entre eles, pasmem, não faltam os ex-comunistas do B. Orlando Silva desde os começos de sua atuação ministerial é alvo de inúmeras denúncias de corrupção encaminhada pelas sendas do dinheiro das ONGs, a envolverem não somente o próprio, mas também seu partido. Era de se esperar? Desfecho inescapável de um enredo movido a ganância acima e além de crenças e princípios? O PCdoB já teve, entre outras razões de orgulho, a lisura e a coerência dos seus filiados. No poder, é mais um que se porta como os demais.

Revista Carta Capital, nº26/10/11

http://www.cartacapital.com.br/politica/a-mafia-no-poder

O ESPORTE MAIS POPULAR DO BRASIL

Ruth de Aquino

Você achou que era o futebol? Não é. Nosso esporte mais popular é a corrupção. O time de maior prestígio e mais bem remunerado é o BCC, Brasília Corrupção Clube. Seus estádios são verdadeiros palácios, com subsedes imponentes (…) O que se rouba em nome dos carentes e destituídos é vergonhoso. Não sei quase nada de kung fu, a não ser que há golpes mortais. Mas, no Brasil, o golpe é de grana mesmo (…) Silva comprou em 2008 por R$ 8,30 uma tapioca recheada de queijo coalho e manteiga da terra com um cartão corporativo. Foi “por engano”  (…)

Quem acusou Silva é um desclassificado. Soldado da Polícia Militar, João Dias é ex-militante do PCdoB, o mesmo partido do ministro, e dono de ONGs de kung fu com sede em Brasília. Tem mansão incompatível com seu salário e três carros importados na garagem: um Camaro, um Volvo e um BMW. Só começou a enriquecer quando se aliou a um grupo do PCdoB, então liderado pelo governador Agnelo Queiroz. Fez convênios com o Ministério do Esporte, comandado por Orlando Silva por cinco anos. João Dias foi intimado pelo Ministério Público a devolver R$ 4 milhões aos cofres públicos. É rico, temido e suspeito (…)

A União cobra a devolução de R$ 49 milhões desviados em convênios irregulares do Ministério do Esporte. É pouco? Esse dinheiro não vai reaparecer. Quanto o PCdoB ganhou não se sabe, mas um pouco deve ter sido gasto na campanha que o partido maoista deslanchou na TV, dizendo que nada mancharia uma legenda criada “para estar ao lado do povo”. Ah, esse povo merecia mais (…) O PCdoB comanda a pasta do Esporte há nove anos, desde o início do mandato de Lula. É um partido que nasceu em 1962 de um racha comunista, com fama de “pequeno mas ideológico”. Sua ideologia aparentemente mudou

Revista Época, nº 701, 24/10/11

http://revistaepoca.globo.com/Mente-aberta/noticia/2011/10/o-esporte-mais-popular-do-brasil.html

GANHAR A VIDA

 “… Os políticos, como os dentistas ou os jornalistas, querem ganhar a vida…”

           Mário Sérgio Conti, Companhia das Letras, SP, 1999, fl. 67

Veja, também, MULTIUSO8, O POVO NÃO É BOBO, ABAIXO…

IMAGENS INSTIGANTES1

Da esquerda para a direita: o “jornalista” famoso (círculo vermelho),  o então presidente da RUF (Residência Universitária Feirense; ficava nos Barris), este editor e uma militante do PCdoB, partido que estava por trás das entidades promotoras do evento. O “jornalista” é aquele mesmo que (no auditório do 11º andar do TRT/Comércio) seria denunciado por Elisa Fortes como membro da galera que fraudou o Sindjufe. 

Local, data e evento:

Você deve estar se perguntando: por que foi este pobre e recém-formado sociólogo o palestrante?

Razões:

  • o tema foi o mesmo do projeto de pesquisa e monografia de final de curso;
  • o  “palestrante” ainda morava na RUF e desenvolvia atividade acadêmica remunerada (bolsa de aperfeiçoamento) na apropria Ufba;
  • o já entusiasmado “comunista”, então futuro presidente da casa de estudante, manifestava uma certa generosidade com o que o esforçado “sociólogo” escrevia; e
  • muito provavelmente, os organizadores não encontraram coisa melhor para o  evento (Dia Internacional da Mulher), um honroso 0800, aliás;

Infelizmente, o conhecimento da nova ação judicial do Chefe e o estouro da bolha nos Esportes não me permitirão aprofundar o tema neste fim de semana. Fica para um próximo. Mas é curiosa a imagem, né? Veja mais em eus.

IMAGEM INSTIGANTE2

veja mais em MULTIUSO8.

QUANDO A GENTE PENSA QUE VIU TUDO…

… Ele não é mais da ARENA (Aliança Renovadora Nacional, o PT do regime militar), é da base do governo e vim dar um abraço nele… Rápida e celeremente, assim justificou-se o deputado Aldo Rebelo (PCdoB), presente na (meu deus!) festa de de 80 anos do procurado Paulo Maluf. Pra quem não sabe, a pedido da Promotoria de Nova York (EUA), a INTERPOL tá na cola do ex-prefeito, ex-governador e deputado paulista, segundo, por exemplo, O GLOBO:

“… após investigação conjunta de promotores brasileiros e americanos, iniciada no Brasil em 2001 (…) Em 2007, a Justiça americana determinou a prisão de Maluf pelos crimes de conspiração, auxílio na remessa de dinheiro ilegal para Nova York e roubo de dinheiro público em São Paulo…” (http://oglobo.globo.com/pais/mat/2010/03/19/paulo-maluf-entra-para-lista-de-procurados-da-interpol-916123917.asp)

Mas, como esta é uma notícia da “imprensa burguesa”, é possível que o comunista Aldo não soubesse (veja mais sobre Aldo Rebelo em INSENSATO CORAÇÃO, QUANTA DIFERENÇA!…) O pior é que já se fala em partícula mais rápida do que a luz.  E se esse tititi da ciência for mesmo verdade, até a teoria da relatividade de Einstein corre perigo. Aí é que a gente vai ver coisa…

Eram muito engraçadas as perguntas que o ótimo Danilo Gentile fazia. Ex:

Tão indo à festinha do Maluf, né?

 DUAS SENHORAS IDOSAS:

 -Estamos, somos amigas…

 Com essa bolsa, essas joias?

 – Por que, é perigoso?  

E por aí vai. Não se falou em presença de ministro, na festa. Veja

http://www.youtube.com/watch?v=pu5Cc3XtaU8 (não esqueça do MAPA DA MINA, mais abaixo.

JANTAR COM A MULHER

Divertido, gostoso, safadinho:

“… Quando um homem chama uma mulher para sair, não sabe o grau de estresse que isso desencadeia em nossas vidas. O que venho contar aqui hoje é mais dedicado aos homens do que às mulheres. Acho importante que eles saibam.
O que se passa nos bastidores. Você, mulher, está flertando um Zé Ruela qualquer. Com sorte, ele acaba te chamando para sair. Vamos supor, um jantar. Ele diz, como se fosse a coisa mais simples do mundo ‘Vamos jantar amanhã?‘. Você sorri e responde, como se fosse a coisa mais simples do mundo: ‘Claro, vamos sim’.

Começou o inferno na Terra. Foi dada a largada. Você começa a se reprogramar mentalmente e pensar em tudo que tem que fazer para estar apresentável até lá. Cancela todos os seus compromissos canceláveis e começa a odisseia (…) Você olha para aquela sua calcinha de algodão do tamanho de uma lona de circo. Ela é confortável (…) Você pensa ‘Eu não vou dar para ele hoje” (…) Você veste a calcinha (…) Aí você começa a pensar ‘… ele pode acabar vendo a minha calcinha… Vai que no restaurante tem uma escada e eu tenho que subir na frente dele…. Melhor prevenir.

Vale a pena:
http://mulher-interessante.blogspot.com/2010/04/por-que-o-homem-tem-que-pagar-o-motel.html

enviado por Grace Bulcão

MINISTRO JOAQUIM BARBOSA

Min JoaquimAs páginas amarelas ao lado são, claro, da “direitistaVeja, leitor, embora não da  desta semana, que agita com o caso dos Esportes. Antes de Político não pega cadeia, no entanto (lembra de PARTIDO DA CLEPTOMANIA DO BRASIL?), vejamos o que disse a edição 2182  (02.Set.11) da rival ISTO É, sobre a mais importante obra Política da era-Lula, que é, certamente, o Ministro Joaquim Barbosa:

…Não bastasse ter perdido relatorias de processos rumorosos, afirmou ter percebido no tribunal um ambiente envenenado, principalmente por rumores sobre sua aposentadoria precoce. Disse enxergar uma “conspiração” para mandá-lo de vez para casa. Nos diálogos reservados, Barbosa desabafou: “Isso acontece com quem incomoda.” Aos que desejam vê-lo fora do Supremo, no entanto, Barbosa foi taxativo. Nas mesmas conversas particulares, o ministro garantiu que não tem intenção de se aposentar. Foi além. Disse que vai transformar o seu gabinete num bunker de resistência.“Só saio do Supremo antes dos 70 anos se eu morrer”, afirmou, referindo-se à idade limite para todos os servidores públicos. Quem conhece Barbosa sabe o que o move. Filho de um pedreiro com uma dona de casa, ele passou a sustentar a mãe e seus sete irmãos aos 16 anos, quando o pai foi embora. Deixou no passado seus dias de auxiliar gráfico para se tornar um dos 11 membros da mais alta Corte da Justiça brasileira. Hoje, Barbosa tem nas mãos uma das principais relatorias do STF, que trata do mensalão do PT, e prevê que, apesar das dificuldades, seu parecer estará pronto no início de 2012. Ele suspeita que talvez seja exatamente esse o motivo da boataria a seu respeito. O próprio ministro considera que estão criando pretexto para retirar do caminho “quem não agrada”. A pressão para que Barbosa deixe o cargo é imensa…

http://www.istoe.com.br/reportagens/156701_JOAQUIM+RESISTE

Por que devemos aproveitar a oportunidade várias vezes perdida e, finalmente, voltar àquela velha edição de Veja que, por lapso, boiou e dormiu aqui na “redação” do segundavia? Por ódio à vagabundagem e pelas mesmas razões com que nos honraram as páginas amarelas da Ministra Ellen Grace (MULTIUSO10) ou a grita da Ministra Eliana Calmon (MULTIUSO4,MULTIUSO6). Psiu! Por que autoridades do porte dessas citadas não aparecem na “imprensa” de esquerda? Deveriam, não deveriam? Sim. Mas, também, não. Afinal, essas figuras estão muito acima dos discursos desmoralizados oriundos do vil metal que faria a Revolução.  Veja que viagem (Seção Cartas, Revista Veja, edição 2233, 07/09/11):

Notou, leitor? Lisboa, Ritz (sobre este Cinco Estrelas, veja “CHOQUEI!!!” … “O QUE ESTAMOS COMEMORANDO EM TÃO ALTO ESTILO?”, onde Grace Bulcão fala, entre outras coisas, do tipo de hospedagem em que os “nossos sindicalistas socialistas e anti-burgueses preferem realizar os seus congressos. Só para lembrar: o post   “CHOQUEI!!!” …” trata de uma “confraternização” feita pelo Sindjufe na boate mais cara da Bahia, durante o fogo de DESVIO NO SINDJUFE É DE MAIS DE MEIO MILHÃO! Meio milhão? Quem dera! Veja “SERRI, GENTE”.

Agora, pergunte-se: o que um radical militante (“do socialismo“) sem sem eira nem beira,  teria para distribuir a filas interessadas num cinco estrelas de Lisboa? De onde veio a beira? Zé Dirceu, você lembra, né? Ex-militante da luta armada e ex-homem forte de Lula (veja VOCÊ JÁ VIU ESSE FILME? (have you ever seem that film?) e VOCÊ JÁ VIU ESSE FILME? – parte 2) recentemente flagrado em reuniões talvez clandestinas com altas figuras da república num hotel de Brasília. Clandestinas? Bem, se, segundo a mesma revista, o nome do homem que responde no STF por liderar o Mensalão não constava da lista de hóspedes do hotel… E se, segundo a mesma fonte, as despesas de hospedagem foram (são) pagas por um escritório de advocacia de um ex-assessor do ex-Chefe da Casa Civil… Dirceu é, também, o autor da frase ‘Ninguém vai cometer haraquiri no PT‘, cometida após o estouro do mais conhecido Mensalão.  Imagina.  Com que vergonha?

Voltemos ao Ministro (TRECHOS):

…VEJA: Há vários diagnósticos sobre o tema. Para o senhor, por que a Justiça no Brasil é tão lenta?

MINISTRO: Os processos demoram muito porque as leis são muito Min Joaquim negros, pobres...intrincadas, malfeitas. As leis não foram pensadas para dar solução rápida aos litígios. E um problema cultural, de falta de sentido prático para resolver as coisas. Deveríamos nos espelhar um pouco na Justiça americana. na rapidez com que ela resolve a maioria dos casos. Se um sistema judiciário não dá resposta rápida às demandas de natureza econômica. de natureza criminal, ele produz evidentemente uma descrença, um desanimo, que atingem a sociedade como um todo, inibindo investidores e empreendedores.

VEJA: O senhor concorda, então, com a ideia generalizada de que os poderosos não vão para a cadeia?

MINISTRO: O foro privilegiado, como o nome já diz. reflete bem essa distinção cruel que não deveria existir. Uma vez es chamei atenção para isso aqui no plenário do tribunal. Você se lembra quando o presidente Bill Clinton foi inquirido pelo Grand Jury? O que é um Grand Jury nos Estados Unidos? Nada mais que um órgão de primeira instância, composto de pessoas do povo. Era o presidente dos Estados Unidos comparecendo perante esse júri. falando sob juramento, sem privilégio algum. O homem mais poderoso do planeta submetendo-se às mesmas leis que punem o cidadão comum. O foro privilegiado é a racionalização da impunidade.

VEJA: Como assim?

MINISTRO: A criação do foro privilegiado foi uma aposta que se fez na impossibilidade de os tribunais superiores levarem a bom termo um processo judicial complexo. Pense bem: um tribunal em que cada um dos seus componentes tem 10000 casos para decidir, e cuja composição plenária julga questões que envolvem direitos e interesses diretos dos cidadãos. pode se dedicar às minucias características de um processo criminal? Não é a vocação de uma corte constitucional. Isso foi feito de maneira proposital.

VEJA: O senhor concorda com a forma como são escolhidos os ministros das cortes superiores?

MINISTRO:Não é o sistema ideal, mas não vislumbro outro melhor. Há os que criticam essa prerrogativa do presidente da República, mas acho que ele carrega consigo representatividade e legitimidade para isso. Qual seria a alternativa a esse sistema? A nomeação pelo Congresso? Seguramente essa alternativa teria como consequência inevitável o rebaixamento do Supremo a um cabide de emprego para políticos sem voto, em fim de carreira, como ocorre com o Tribunal de Contas da Unimo. Muita gente defende que se deva outorgar a escolha ao próprio Judiciário. Mas, com certeza, essa também não seria uma alternativa eficaz. Um corporativismo atroz se instalaria. Talvez, como ideia, poderíamos pensar em estabelecer um prazo fixo para o mandato dos ministros dos tribunais superiores.

VEJA: Da maneira como é feita hoje, a escolha dos ministros pelo presidente da República não leva a um comportamento submisso ao Executivo?

MINISTRO: No Brasil de hoje nao vejo nenhuma submissão do Judiciário ao Executivo. Nenhuma. O Judiciário brasileiro tem todas . as garantias, todas as prerrogativas para ser um dos mais independentes do mundo. Nem mesmo.os Estados Unidos contam com as nossas prerrogativas. As garantias da Constituição mudaram radicalmente a face do Poder Judiciário, que saiu de uma situação de invisibilidade, antes de 1988, para essa enorme visibilidade atual. O problema do Judiciário é de outra ordem, 6 organizacional, no plano da lei. Falta ousadia, falta coragem de propor mudanças que tornem a prestação jurisdicional mais rápida e pragmática.

VEJA: A Justiça é tarda e falha no Brasil por quais razões?

MINISTRO: É absurdo um sistema judiciário que conta com quatro graus de jurisdição! Deveriam ser apenas  duas instancias, como é no mundo inteiro. Essas instâncias favorecem o excesso de recursos. Faz sentido em um  país do tamanho do Brasil ter um sistema judicial em que tanto a Justiça Federal quanto a Justiça dos Estados tenham como órgãos de cúpula das suas decisões duas cortes situadas na capital federal, uma com onze ministros e outra com 33 ? Bastaria uma. Em vez de termos duas cortes superiores para a Justiça comum, o Supremo e o Superior Tribunal de Justiça, em Brasília, poderíamos ter pequenas cortes, de no máximo sete juízes, em cada Estado. Uma estrutura mínima que pulverizaria o trabalho do Superior Tribunal de Justiça. Só viriam para o Supremo os processos que tratassem de questões verdadeiramente constitucionais. Essa seria a maneira correta de o sistema funcionar…

Veja, também: MINISTRO JOAQUIM BARBOSA: “Judiciário tem grande responsabilidade pelo aumento da corrupção no país”

PÉ DE PAU”

No interior mais tacanho ainda  se diz “cortar um pé de pau”, referindo-se a uma árvore. Pouco ambientalmente correto, né?

QUEIXO DURO II

portal vermelho ChinaO Portal Vermelho, do PCdoB, que já pregou a palavra de Stalin e Mao, podia ter-se debruçado sobre o progresso de Tirana ou Pyongyang, respectivamente capitais da AlbâniaCoréia do Norte. A Albânia, você sabe, foi um dos países que mais exportaram  barcos cheios de gente em busca de qualquer coisa, inclusive comida, para as praias italianas no fim dos 80 (fim oficial do socialismo). É paupérrima, rural e, dizem, profundamente corrupta. Por 41 anos ininterruptos foi governada pelo PC de Enver Hoxha, palavra sagrada que, até o dilúvio geral, fez muitos militantes daqui caírem de joelho e mãos para o céu, transidos em fé ardente. A Coreia do Norte dispensa comentário.

Só que o portal fez uma matéria altamente elogiosa sobre a China (http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=2&id_noticia=135200), quase dizendo que a atual segunda economia do mundo é socialista. Coitado! Capitalista e das brabas! Veja uns pedacinhos de outras páginas amarelas, por onde também passou o Brasil. Entrevistado: o norte-americano Robert Fogel, Nobel de economia (1993).

 E o Brasil?

Veja também CISNES SELVAGENSA VINGANÇA DE MARX QUEM RESPONDE?

MERCUSUL II

Enviado por Sérgio Wally

MAPA DA MINA

Só das últimas 04 décadas. Veja a Lei da Gravidade que o PT ia mudar. É só clicar)  

Governo Ernesto Geisel (1974 1979)1.        Caso Wladimir Herzog
2.        Caso Manuel File Filho
3.        Caso Lutfala
4.        Caso Atalla
5.        Ângelo Calmon de Sá (ministro acusado de passar um gigantesco cheque Sem fundos)
6.        Lei Falcão (1976)
7.        Pacote de Abril (1977)
Governo João Figueiredo (1979 1985)
1.        Caso Capemi
2.        Caso do Grupo Delfim
3.        Escândalo da Mandioca
4.        Escândalo da Brasilinvest
5.        Escândalo das Polonetas
6.        Escândalo do Instituto Nacional de Assistência Médica do INAMPS
7.        Caso Morel
8.        Crime da Mala
9.        Caso Coroa-Brastel
10.        Escândalo das Jóias
Governo Sarney ( 1985 1990)
1.        CPI DA Corrupção b
2.        Escândalo do Ministério das Comunicações (Grande número de concessões de rádios e TVs para políticos aliados ou não Ao Sarney. A concessão é em troca de cargos, votos ou apoio Ao presidente)
3.        Caso Chiarelli (Dossiê do Antônio Carlos Magalhães contra o senador Carlos Chiarelli ou ‘Dossiê Chiarelli’)
4.        Caso Imbraim Abi-Ackel
5.        Escândalo da Administração de Orestes Quécia
6.        Escândalo do Contrabando das Pedras Preciosas
Governo Fernando Collor (1990 1992)
1.        Escândalo da Aprovação da Lei da Privatização das Estatais
2.        Programa Nacional de Desestatização
3.        Escândalo do INSS (ou Escândalo da Previdência Social)
4.        Escândalo do BCCI (ou caso Sérgio Corrêa da Costa)
5.        Escândalo da Ceme (Central de Medicamentos)
6.        Escândalo da LBA
7.        Esquema PP
8.        Esquema PC (Caso Collor)
9.        Escândalo da Eletronorte
10.        Escândalo do FGTS
11.        Escândalo da Ação Social
12.        Escândalo do BC
13.        Escândalo da Merenda
14..        Escândalo das Estatais
15.        Escândalo das Comunicações
16.        Escândalo da Vasp
17.        Escândalo do Fundo de Participação
18.        Escândalo do BB
Governo Itamar Franco ( 1992 1995)
1.        Centro Federal de Inteligência (Criação da CFI para combater corrupção em todas as esferas do governo)
2.        Caso Edmundo Pinto
3.        Escândalo do DNOCS (Departamento Nacional de Obras contra a Seca) (ou caso Inocêncio Oliveira )
4.        Escândalo da IBF ( Indústria Brasileira de Formulários)
5.        Escândalo do INAMPS ( Instituto Nacional de Assistência Previdência Social)
6.        Irregularidades no Programa Nacional de Desestatização
7.        Caso Nilo Coelho
8.        Caso Eliseu Resende
9.        Caso Queiroz Galvão (em Pernambuco)
10.        Escândalo da Telemig (Minas Gerais)
11.        Jogo do Bicho (ou Caso Castor de Andrade) (no Rio de Janeiro)
12.        Caso Ney Maranhão
13.        Escândalo do Paubrasil (Paubrasil Engenharia e Montagens)
14.        Escândalo da Administração de Roberto Requião
15.        Escândalo da Cruz Vermelha Brasileira
16.        Caso José Carlos da Rocha Lima
17.        Escândalo da Colac (no Rio Grande do Sul)
18.        Escândalo da Fundação Padre Francisco de Assis Castro Monteiro (em Ibicuitinga, Ceará)
19.        Escândalo da Administração de Antônio Carlos Magalhães (Bahia)
20.        Escândalo da Administração de Jaime Campos (Mato Grosso)
21.        Escândalo da Administração de Roberto Requião (Paraná)
22.        Escândalo da Administração de Ottomar Pinto (em Roraima)
23.        Escândalo da Sudene de Pernambuco
24.        Escândalo da Prefeitura de Natal (no Rio Grande do Norte)
25.        CPI do Detran ( em Santa Catarina )
26.        Caso Restaurante Gulliver (tentativa do governador Ronaldo Cunha Lima matar o governador antecessor Tarcísio Burity, por causa das denúncias de Irregularidades naSudene de Paraíba)
27.        CPI do Pó (em Paraíba)
28.        Escândalo da Estacom (em Tocantins)
29.        Escândalo do Orçamento da União (ou Escândalo dos Anões do Orçamento ou CPI do Orçamento)
30.        Compra e Venda dos Mandatos dos Deputados do PSD
31.        Caso Ricupero (também conhecido como ‘Escândalo das Parabólicas’).
Governo Fernando Henrique (1995 2003)
1.        Escândalo do Sivam
2.        Escândalo da Pasta Rosa
3.        Escândalo da CONAN
4.        Escândalo da Administração de Paulo Maluf
5.        Escândalo do BNDES (verbas para socorrerem ex-estatais privatizadas)
6.        Escândalo da Telebrás
7.        Caso PC Farias
8.        Escândalo da Compra de Votos Para Emenda DA Reeleição
9.        Escândalo da Venda da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD)
10.        Escândalo da Previdência
11.        Escândalo da Administração do PT (primeira denúncia contra o Partido dos Trabalhadores desde a fundação em 1980, feito pelo militante do partido Paulo de Tarso Venceslau)
12.        Escândalo dos Precatórios
13.        Escândalo do Banestado
14.        Escândalo da Encol
15.        Escândalo da Mesbla
16.        Escândalo do Banespa
17.        Escândalo da Desvalorização do Real
18.        Escândalo dos Fiscais de São Paulo (ou Máfia dos Fiscais)
19.        Escândalo do Mappin
20.        Dossiê Cayman (ou Escândalo do Dossiê Cayman ou Escândalo do Dossiê Caribe)
21.        Escândalo dos Grampos Contra FHC e Aliados
22.        Escândalo do Judiciário
23.        Escândalo dos Bancos
24.        CPI do Narcotráfico
25.        CPI do Crime Organizado
26.        Escândalo de Corrupção dos Ministros no Governo FHC
27.        Escândalo da Banda Podre
28.        Escândalo dos Medicamentos
29.        Quebra do Monopólio do Petróleo (criação DA ANP)
30.        Escândalo da Transbrasil
31.        Escândalo da Pane DDD do Sistema Telefônico Privatizado (o ‘Caladão‘)
32.        Escândalo dos Desvios de Verbas do TRT-SP (Caso Nicolau dos Santos Neto , o ‘Lalau‘)
33.        Escândalo da Administração da Roseana Sarney (Maranhão)
34.        Corrupção na Prefeitura de São Paulo (ou Caso Celso Pitta)
35.        Escândalo da Sudam
36.        Escândalo da Sudene
37.        Escândalo do Banpará
38.        Escândalo da Quebra do Sigilo do Painel do Senado
39.        Escândalos no Senado em 2001
40.        Escândalo da Administração de Mão Santa (Piauí)
41.        Caso Lunus (ou Caso Roseana Sarney )
42.        Acidentes Ambientais da Petrobrás
43.        Abuso de Medidas Provisórias (5.491)
44.        Escândalo do Abafamento das CPIs no Governo do FHCLula  1.        Caso Pinheiro Landim
2.        Caso Celso Daniel
3.        Caso Toninho do PT
4.        Escândalo dos Grampos Contra Políticos da Bahia
5.        Escândalo do Proprinoduto (também conhecido como Caso Rodrigo Silveirinha )
6.        CPI do Banestado
7.        Escândalo da Suposta Ligação do PT com o MST
8.        Escândalo da Suposta Ligação do PT com a FARC
9.        Privatização das Estatais no Primeiro Ano do Governo Lula
10.        Escândalo dos Gastos Públicos dos Ministros
11.        Irregularidades do Fome Zero
12.        Escândalo do DNIT (envolvendo os ministros Anderson Adauto e Sérgio Pimentel)
13.        Escândalo do Ministério do Trabalho
14.        Licitação Para a Compra de Gêneros Básicos
15.        Caso Agnelo Queiroz (O ministro recebeu diárias do COB para os Jogos Panamericanos)
16.        Escândalo do Ministério dos Esportes (Uso da estrutura do ministério para organizar a festa de aniversário do ministro Agnelo Queizoz)
17.        Operação Anaconda
18.        Escândalo dos Gafanhotos (ou Máfia dos Gafanhotos)
19.        Caso José Eduardo Dutra
20.        Escândalo dos Frangos (em Roraima)
21.        Várias Aberturas de Licitações da Presidência da República Para a Compra de Artigos de Luxo
22.        Escândalo da Norospar (Associação Beneficente de Saúde do Noroeste do Paraná)
23.        Expulsão dos Políticos do PT
24.        Escândalo dos Bingos (Primeira grave crise política do governo Lula) (ou Caso Waldomiro Diniz)
25.        Lei de Responsabilidade Fiscal (Recuos do governo federal da LRF)
26.        Escândalo da ONG Ágora
27.        Escândalo dos Corpos (Licitação do Governo Federal para a compra de 750 copos de cristal para vinho, champagne, licor e whisky)
28.        Caso Henrique Meirelles
29.        Caso Luiz Augusto Candiota (Diretor de Política Monetária do BC, é acusado de movimentar as contas no exterior e demitido por não explicar a movimentação)
30.        Caso Cássio Caseb
31.        Caso Kroll
32.        Conselho Federal de Jornalismo
33.        Escândalo dos Vampiros
34.        Escândalo das Fotos de Herzog
35.        Uso dos Ministros dos Assessores em Campanha Eleitoral de 2004
36.        Escândalo do PTB (Oferecimento do PT para ter apoio do PTB em troca de cargos, material de campanha e R$ 150 mil reais a cada deputado)
37.        Caso Antônio Celso Cipriani
38.        Irregularidades na Bolsa-Escola
39.        Caso Flamarion Portela
40.        Irregularidades na Bolsa-Família
41.        Escândalo de Cartões de Crédito Corporativos da Presidência
42.        Irregularidades do Programa Restaurante Popular (Projeto de restaurantes populares beneficia prefeituras administradas pelo PT)
43.        Abuso de Medidas Provisórias no Governo Lula entre 2003 e 2004 (mais de 300)
44.        Escândalo dos Correios (Segunda grave crise política do governo Lula. Também conhecido como Caso Maurício Marinho)
45.        Escândalo do IRB
46.        Escândalo da Novadata
47.        Escândalo da Usina de Itaipu
48.        Escândalo das Furnas
49.        Escândalo do Mensalão (Terceira grave crise política do governo. Também conhecido como Mensalão)
50.        Escândalo do Leão & Leão (República de Ribeirão Preto ou Máfia do Lixo ou Caso Leão & Leão)
51.        Escândalo da Secom
52.        Esquema de Corrupção no Diretório Nacional do PT
53.        Escândalo do Brasil Telecom (também conhecido como Escândalo do Portugal Telecom ou Escândalo da Itália Telecom)
54.        Escândalo da CPEM
55.        Escândalo da SEBRAE (ou Caso Paulo Okamotto)
56.        Caso Marka/FonteCindam
57.        Escândalo dos Dólares na Cueca
58.        Escândalo do Banco Santos
59.        Escândalo Daniel Dantas – Grupo Opportunity (ou Caso Daniel Dantas)
60.        Escândalo da Interbrazil
61.        Caso Toninho da Barcelona
62.        Escândalo da Gamecorp-Telemar (ou Caso Lulinha)
63.        Caso dos Dólares de Cuba
64.        Doação de Roupas da Lu Alckmin
65.        Doação de Terninhos de Marísa da Silva
66.        Escândalo da Nossa Caixa
67.        Escândalo da Quebra do Sigilo Bancário do Caseiro Francenildo (Quarta grave crise política do governo Lula. Também conhecido como Caso Francenildo Santos Costa)
68.        Escândalo das Cartilhas do PT
69.        Escândalo do Banco BMG (Empréstimos para aposentados)
70.        Escândalo do Proer
71.        Escândalo dos Fundos de Pensão
72.        Escândalo dos Grampos na Abin
73.        Escândalo do Foro de São Paulo
74.        Esquema do Plano Safra Legal (Máfia dos Cupins)
75.        Escândalo do Mensalinho
76.        Escândalo das Vendas de Madeira da Amazônia (ou Escândalo Ministério do Meio Ambiente).
77.        69 CPIs Abafadas pelo Geraldo Alckmin ( em São Paulo )
78.        Escândalo de Corrupção dos Ministros no Governo Lula
79.        Crise da Varig
80.        Escândalo das Sanguessugas (Quinta grave crise política do governo Lula. Inicialmente conhecida como Operação Sanguessuga e Escândalo das Ambulâncias)
81.        Escândalo dos Gastos de Combustíveis dos Deputados
82.        CPI da Imigração Ilegal
83.        CPI do Tráfico de Armas
84.        Escândalo da Suposta Ligação do PT com o PCC
85.        Escândalo da Suposta Ligação do PT com o MLST
86.        Operação Confraria
87.        Operação Dominó
88.        Operação Saúva
89.        Escândalo do Vazamento de Informações da Operação Mão-de-Obra
90.        Escândalo dos Funcionários Federais Empregados que não Trabalhavam
91.        Mensalinho nas Prefeituras do Estado de São Paulo
92.        Escândalo dos Grampos no TSE
93.        Escândalo do Dossiê (Sexta grave crise política do governo Lula)
94.        ONG Unitrabalho
95.        Escândalo da Renascer em Cristo
96.        CPI das ONGs
97.        Operação Testamento
98.        CPI do Apagão Aéreo ( Câmara dos Deputados)
99.        Operação Hurricane (também conhecida Operação Furacão )
100.        Operação Navalha
101.        Operação Xeque-Mate
102.        Escândalo da Venda da Varig

Enviado por Pedro Vieira

Esse post foi publicado em machadodeachismo, oxigênio. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s