“CHOQUEI!!!” … “O QUE ESTAMOS COMEMORANDO EM TÃO ALTO ESTILO?”

Grace Bulcão, ex-diretora do Sindjufe-ba e colaboradora deste blog, e Cris Gomes, também ex-diretora e colega do TRE, falam sobre o evento:

Colegas do TRE, TRT, JF e quaisquer outros leitores que por aqui passem …

Alguns de vocês me conhecem pessoalmente, outros de nome, outros não sabem quem sou ou preferiam não ter me conhecido. Entretanto, mesmo diante de todas as possibilidades acima não posso me calar, não posso ficar cega, surda, muda.

Mandaram para o meu e-mail um convite para participar de uma big-mega-master-hiperFESTA, na boate mais luxuosa de Salvador – trata-se do mesmo e-mail que TODOS vocês receberam – entretanto, (rsrsrsr) não havia lugar para TODOS os sindicalizados, sequer para o(a) acompanhante, que fazia parte do pacote. Os colegas do TRE já estão acostumados porque os servidores do interior sempre ficam relegados a segundo plano pela administração do Tribunal.  O sindicato nesse caso só acompanhou a tendência.

Contudo, o que me deixou mesmo “bege” não sei se foi a quantidade de pessoas que compareceram ao evento ou o objetivo (me parece): comemorar o dia do servidor, depois de não sei quantos dias de greve e ZERO de aumento.  Acontece que a grande maioria das pessoas presentesassenbleia-hilton NUNCA participa de UMA assembleia. As nossas assembléias, que são muito organizadas (com água mineral em copinho e suco de canudinho) ficam às moscas (e é aqui que está a origem de muita coisa!!!). Todos esses nossos colegas que participaram da festa e que não participam de greves ou mesmo de assembléias  pagam mensalmente a contribuição sindical, mas não entendem que a importância da sua presença nas assembléias e nas votações para Diretorias (inclusive concorrendo em chapas para Diretorias) é mais importante que a própria contribuição sindical.

Sindicato não foi inventado para comemorar dia de servidor. O nosso dia do servidor, este ano principalmente, deveria ser um dia de protesto, de luto, de paralisação de mobilização, de lamento…  Entendo que a maioria das pessoas que foram à festa e que não participam das assembléias não concorde com os encaminhamentos que são dados e achem política um saco. Normal. Quase todas as pessoas que viveram no Brasil democrático perderam o bonde da história e acham política coisa de gente chata, mudam de assunto e até de sala para não discutir política, muito embora não percebam que a “ignorância” com que conduzem o assunto tem causado prejuízos enormes no nosso bolso. Além de não contarmos com representantes comprometidos com a categoria, transformamos o nosso sindicato numa “casa de eventos”, aliás, não uma simples casa de eventos, mas a mais cara, a mais bonita, com a melhor vista da Baía de Todos os Santos … E se vocês não sabem, vou contar: sabe quem foi DJ numa festa lá há pouco tempo? Jesus Luz!!! O “namorado” brasileiro de Madonna!!! Chique né??? Mas eu não fui não… Li na CARAS.

Aliás, como já percebi que quanto mais falamos sobre o assunto mais ridículo ele fica, proponho que façamos as próximas assembleias na dita casa noturna. Podemos chamar Jesus Luz para ser o “padrinho” porque se até a Madona se rendeu aos seus encantos imaginem nós, pobres mortais! Teremos assembleias lotadas, servidores satisfeitos e, se bobear, sairemos na próxima edição da CARAS!!!  E já que o congresso da categoria será cobrado, proponho uma taxa um pouquinho maior e a sua realização em um dos santuários dos congressistas da FENAJUFE: Ritz Lagoa da Anta Urban Resort . Ele é de 05 estrelas e, quando fui diretora do Sindjufe-ba (e da Fenajufe), estive lá. Um luxo. Dê uma olhada: http://www.ritzlagoadaanta.com.br/site/

ps 1: o congresso em Maceió no hotel acima não é uma exceção. É a regra. Sempre grandes hotéis 5 estrelas. Aqueles que já participaram de algum congresso (CONGREFUJE) podem entrar no site e descrever a sua experiência.

Ps2: Eu quis saber por que lá (e não em outro mais em conta). Mas não fiquei bem na fita, acho…fui vaiada!

 Grace Bulcão, Técnico Judiciário do TRE-BA, Ex-Coordenadora Geral do SINDJUFE, 04.11.2010.

VEJA O E-MAIL QUE CRIS GOMES enviou AO SINDICATO (NÃO FOI PUBICADO, claro. grifos nossos) 

 

Em 22/10/2010 09:34, Cris Gomes < cgsantos@tre-ba.gov.br > escreveu:

Colega, em resposta ao quanto solicitado, autorizo a publicação do texto abaixo no seu blog. Na oportunidade, aproveito par parabenizar pela iniciativa de criação do Segunda Via, pela coragem de tocar em questões polêmicas como conjuntura política atual do Brasil e finanças sindicais, etc.  Informo que segue cópia deste e-mail para sindicato também para fins de publicação. 

Att.,
Cris Gomes.
______________________________________________________________________

Srs. Coordenadores, quanto ao convite para a festa a ser realizada no próximo dia 27 próximo, patrocinada pelo sindicato na boate Just 1, faço algumas considerações e gostaria de vê-las publicadas nos veículos de comunicação da entidade, a fim de que os associados da JF e também do TRT possam ter acesso ao texto que suscitou, aqui no TRE, “e-mails preocupados com os gastos do sindicato” – conforme palavras de um dos senhores, em 21/10/2010, no site.

Inicialmente, acredito que aquilo que deve nos unir é, essencialmente, uma identidade construída na condição de servidores do  Poder Judiciário, trabalhadores/servidores públicos, que debatem, lutam e constroem avanços em prol da categoria e da sociedade. Nesta condição, não vejo o que tenho, enquanto servidora do Poder Judiciário Federal, para comemorar neste momento. Uma data? !

Que mudou da semana passada para hoje? Ontem, no jornal do sindicato os senhores escreviam que estamos de “Luto”. Hoje, a entidade me convida para comemorar. O que comemorar depois do desgaste de uma longa greve da qual não tivemos resultados concretos? Não aprovamos o PCS. Não aprovamos aumento por subsídio e estamos à espera de um segundo turno para eleição presidencial, cujo resultado é completamente indefinido.  De fato, nem sabemos hoje o que nos espera nos próximos anos.   Pergunto: O que estamos comemorando em tão alto estilo?

Sei que o Sindjus-DF comemora sempre, e em alto estilo. E a estratégia tem dado certo. Tão certo que o principal dirigente sindical, Policarpo, receberá diploma eleitoral de suplente de deputado, conforme resultado das Eleições Gerais de 2010. Feito provavelmente conseguido com votos dos servidores que aplaudem seu jeito personalíssimo de dirigir o movimento.  Eles, sim, acreditam que têm o que comemorar. Eu não.

Por outro lado, acho temerário que aqui se adote a prática de que gastos  – que aparentemente não são módicos – sejam resolvidos sem consulta aos reais donos deste dinheiro.  Acredito que seria apropriado – até mesmo elegante -, uma  enquete no site do sindicato me consultando sobre a pertinência deste gasto nada usual,  inclusive com  disponibilização  do valor a ser desembolsado no referido evento.

Att.,

Cristiane Gomes, Técnico Judiciário do TRE-BA

De Grace Bulcão, leia, também:

 CONFISSÕES DE UMA SOBREVIVENTE
QUAL DEMOCRACIA QUE QUEREMOS?
Qual a democracia que queremos?
 O QUE VI NA RESPOSTA DO SINDJUFE
BRASIL FUTEBOL CLUB 
Anúncios
Esse post foi publicado em e-mail sindjufe. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s