MULTIUSO8

Fonte:  Informativo Sindjufe, edição de 18/02/02.

Walter Bustamante Zambrana Filho é Analista Judiciário do  TRT. Walter, fotografa mais, rapaz!

CRIAÇÃO

Numa noite de insônia, Deus imaginou o dia;

despertado pelas  ideias brilhantes do  sol, criou  as flores;

temendo-as muito introspectivas, perfumou-as; 

e querendo que o pensamento de uma se juntasse ao da outra,

inventou os beija-flores.

Deus não sabia, mas já havia inventado o mundo por inteiro.

Vieram o sono e o sonho; Deus sonhou que o mundo deveria ser real.

Acordou e fê-lo.

E para reparar o seu erro, as flores e os pássaros tiveram de inventar os enamorados.

(presentinho do editor para o dia dos namorados )

UM MOMENTO VIVO  e de muito bom gosto

Ela gostava do Bandeira e do Bauhaus, Van Gogh e dos Mutantes, de Caetano e de Rimbaud
E o Eduardo gostava de novela
E jogava futebol-de-botão com seu avô

Ela falava coisas sobre o Planalto Central
Também magia e meditação
E o Eduardo ainda tava no esquema Escola, cinema, clube, televisão

Veja o filme: http://www.youtube.com/watch?v=gJkThB_pxpw

MÚSICA LINDA

Você gosta de de lavar carro? Não? Nem com esta música?

http://www.youtube.com/watch?v=L12buT5e7hg

Enviado por Fátima Araújo e Pedro Vieira

BAR AURORA

Mais um comercial de primeira!

E não é do Bahia! http://www.youtube.com/watch_popup?v=TCv3RnXIGT0

enviado por Sérgio  Walli

GENTE EDUCADA

http://www.youtube.com/watch_popup?v=EVwlMVYqMu4&vq=medium#t=125

enviado por Marina Gentile

UM PAÍS SEM IGUAL

19/05 – Não existe pecado do lado de baixo do equador(diziam Chico Buarque e Ruy Guerra), desde o próprio equador. Mas, do lado de cima… O Jornal Nacional acabou de exibir imagens do ex-chefe do FMI no ambiente do judiciário americano. Deus me perdoe, já que quem vê cara tá longe de ver coração, mas a cara do socialista francês não era de quem estava revoltado ou indignado, não.  Teria ele, realmente, sido vítima de uma armação de direita? Se foi, ele não parecia se opor. Para um francês do porte dele… era muita resignação! E isolamento: nenhuma palavra em sua defesa, a não ser a  do seu advogado?

Agora, a justiça americana… Será que, em mais 500 anos, teremos uma daquela? Um super cidadão de primeiro mundo agride uma camareira de (“de origem africana”) e, retirado do avião horas depois, é levado (algemado) à justiça, que, quase horas depois, interroga-o e impõe as condições: fiança de US$ 1 milhão de dólares, tornozeleira eletrônica, prisão domiciliar com guarda armada, seguro-caução de US$ 5 milhões. E se for condenado,  pode pegar até 25 anos de cana, viu? Ai, meu deus, vou ter de fazer essa pergunta: e se fosse no Brasil? Cada vez parece mais simples: uma sociedade é o que a sua escola e o seu judiciário são.

…Não existe pecado do lado de baixo do equador
Vamos fazer um pecado rasgado, suado, a todo vapor
Me deixa ser teu escracho, capacho, teu cacho
Um riacho de amor
Quando é lição de esculacho, olha aí, sai de baixo
Que eu sou professor…

Clik nas imagens (revista Veja de 20/04/11):

 

http://veja.abril.com.br/acervodigital/home.aspx?edicao=2213&pg=70

Tem coisa melhor do que exercício de poder em sociedade civil fraca? Qual foi a repercussão disso?  Se houve, não vi. E o horário político do PSB, hoje, ainda vem encher o saco da gente, dizendo que no mundo não há um povo, nem um país como o nosso Bem, de certa forma…

…Deixa a tristeza pra lá, vem comer, me jantar
Sarapatel, caruru, tucupi, tacacá
Vê se me usa, me abusa, lambuza
Que a tua cafuza
Não pode esperar…

Em 17/05/11 o “conservador” blog da Veja ainda noticiou:

Sarney gasta 23 mil reais do Senado para jantar em homenagem a juiz

“…O Senado pagou 23,9 mil reais por um jantar na residência oficial do presidente da Casa, José Sarney (PMDB), em homenagem ao ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), César Asfor Rocha. Após a conta ter sido revelada nesta segunda-feira pela organização não governamental (ONG) Contas Abertas, Sarney decidiu ressarcir a Casa…”

http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/sarney-gasta-r-23-mil-com-jantar-e-casa-paga-conta

Ô revistinha chata. Reacionária! Trata a autoridade pública como os americanos: como  pessoa comum.  Isso, depois de já ter sido alertada pelo ex-sindicalista radical Lula (ponha no google “Sarney não pode ser tratado como se fosse uma pessoa comum”, leitor. Abra o que encontrar. Mas,não deixe de ler esta maravilha:http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/lula-adverte-nao-pode-ser-tratado-como-uma-pessoa-comum-o-ex-presidente-que-chamou-de-ladrao/). Êta mundo que dá volta!  Ave, Ministra Eliana Calmon (MULTIUSO4, MULTIUSO5 e MULTIUSO6).

agradecimentos especiais a Pedro Vieira

CRIATIVIDADE É ISSO

Não se pode deixar de ver este comercial. Também pela música.

http://www.youtube.com/watch?v=2j2f5ONDU4c

enviado por Sérgio Walli

A HISTÓRIA DA PINGA (Momento Manguaça Cultural)

Antigamente, no Brasil, para se ter melado, os escravos colocavam o caldo da cana-de-açúcar em um tacho e levavam ao fogo. Não podiam parar de mexer até que uma consistência cremosa surgisse. Porém um dia, cansados de tanto mexer e com serviços ainda por terminar, os escravos simplesmente pararam e o melado desandou.

O que fazer agora?

A saída que encontraram foi guardar o melado longe das vistas do feitor. No dia seguinte, encontraram o melado azedo fermentado. Não pensaram duas vezes e misturaram o tal melado azedo com o novo e levaram os dois ao fogo.

Resultado: o ‘azedo’ do melado antigo era álcool que aos poucos foi evaporando e formou no teto do engenho umas goteiras que pingavam constantemente. Era a cachaça já formada que pingava. Daí o nome ‘PINGA’. Quando a pinga batia nas suas costas marcadas com as chibatadas dos feitores ardia muito, por isso deram o nome de ‘ÁGUA-ARDENTE’. Caindo em seus rostos escorrendo até a boca, os escravos perceberam que, com a tal goteira, ficavam alegres e com vontade de dançar. E sempre que queriam ficar alegres repetiam o processo.   Não basta somente beber, tem que conhecer!

História contada no Museu do Homem do Nordeste.

enviada por  Marina Gentille

 É LAGOSTA

Esta foto esquecida é do outdoor de um motel da área metropolitana de João Pessoa/PB. Não o visitei, mas dá pra notar o bom gosto e o cuidado da sua cozinha. Deve ter um excelente restaurante e uma ótima degustação. Certamente, muito própria para a Semana Santa…

PÁSCOA JUDAICA (Moacy Scliar)

“…O deserto que hoje temos de atravessar não é uma extensão de areia estéril, calcinada pelo sol implacável. É o deserto da desconfiança, da hostilidade, da alienação de seres humanos. Para esta travessia temos de nos munir das reservas morais que o judaísmo acumulou, das poucas e simples verdades que constituem a sabedoria do povo. Ama teu próximo como a ti mesmo. Reparte com ele teu pão. Convida-o para tua mesa. Ajuda-o atravessar o deserto de sua existência (…) Não sejas como o ingênuo, que ignora os dramas de seu mundo.
Não sejas como o perverso, que os conhece, mas nada faz para mudar a situação.
Pergunta, meu filho, pergunta tudo o que queres saber – a dúvida é o caminho para o conhecimento. Mas quando te tornares sábio, procura usar a tua sabedoria em benefício dos outros (…)

Texto completo em http://jesusofinaldetudo.wordpress.com/category/pascoa-judaica/

JOSÉ ALENCAR NO PROGRAMA DO JÔ (vale a pena)

http://www.youtube.com/watch?v=sZSefAEfTjk  (parte 1)

http://www.youtube.com/watch?v=208ZHM3lzZA (parte 2)

http://www.youtube.com/watch?v=vFaKnSVwS0Q  (parte 3)

http://videolog.tv/hacsoares/videos/567655 (parte 4)

http://www.youtube.com/watch?v=8kWzYfzjAag (parte 5)

MANUAL DE POLÍTICA BRASILEIRA

enviado por Pedro Vieira

MAPAMUNDI

Tenha o mundo a um clik (todos os dados de todos os países): http://www.ibge.gov.br/paisesat/main.php
enviado por Pedro Vieira

Cabelo vem lá de dentro


Cabelo é como pensamento

autor: A. BRITO (http://palavrastodaspalavras.wordpress.com/)

FIONA WALKER

Quando conheci Veja (RUF -Residência Universitária de Feira, 1977) encantou-me a escrita: limpa, gostosa, gestual  e exata (não discuto a linha editorial. Meios de comunicação são um negócio como outro qualquer, e  cada dono tem os seus interesses, que defende.  A verdade de um é geralmente buscada pelo outro, como sempre observou o já não tão potente materialismo. Daí a importância da diversidade. Se não fosse assim, a “imprensa” “socialista” teria sido a mais livre e democrática já havida, como teria sido o seu Estado, também. Foi? Não. Por que não? “O importante não é o coletivo, e não o indivudal“? Veja o caso Sindjufe.

E não esqueça: o interesse  público não existe na natureza. Quem existe é o privado, que, forçado, pode criar e até defender o público Forçado!)  Se não foi na Veja que aprendi a ler, foi nela que peguei gosto pela  leitura (veja AÇOUGUE CULTURAL em MULTIUSO 2).

Mário Sérgio Conti, um dos antigos profissionais daquela tão criticada revista,  conta no filme NOTÍCIAS DO PLANALTO (sim, filme: você vê as coisas acontecendo e até as que vão acontecer; presencia as conversas, ouve os telefonemas … é um DVD) que, seguindo a risca das grandes americanas, a semanal brasileira faz de tudo para que o leitor não a abandone (quem dera Caros Amigos,  Carta Capital… fossem assim) . fionaDaí a importância que dá ao texto saboroso, informativo e à diversidade possível.  Humor também não lhe falta, sempre misturando pétala  e espinho,  bem ao gosto do  mestre-cuca Machado. Parêntese: não sou assinante de nada porque gosto de ir à banca.   Veja (clique na imagem ao lado), aliás,  como a revista descreve a história do poster acima (Fiona Walker), um dos mais vendidos do mundo. É uma foto distraída, mas não são lindas a luz (ressaltada pela fotografada), o pezinho e as bolinhas  quase entrevistados pela revista?  Só faltou falar do verde, tão  atual e expressivo na foto… A rede também é linda, né?   Será que alguém ainda acha  tênis um esporte insípido? Bem, tenho máquina fotográfica e já estou providenciando minha raquetezinha…

AS ELITES E O POVÃO

Este ponto de vista de Lya Luft você tem de ler. Saiu na Veja de 25/01/06. De lá para cá (e, certamente, daqui pra frente) ele só se renova.  Veja como é simples:

…Talvez elite verdadeira fosse a dos bem informados. Um povo pouco informado acredita no primeiro demagogo que aparece e, por cegueira ou por carência, segue o caminho de seu próprio infortúnio…

…O intelectual de primeira é o que de verdade pensa, lê, estuda, escreve, pesquisa e atua…

…É demasiado fácil enganar o povo apontando o dedo para alguns que descobrem verdades ocultíssimas e acusar para não ser acusado…

 …Mais cuidado com palavras, pois elas podem se transformar, de pedras preciosas, em testemunho de ignorância ou má vontade, ou ainda em traiçoeiros punhais…

http://veja.abril.com.br/250106/ponto_de_vista.html

CONDENADO?

Ziraldo? Por mau uso de dinheiro público? Será? Meu deus… Quando vamos parar? Tudo bem, com ética não se faz nada (como prova o dia-a-dia de fio a pavio), mas, quando vamos poder olhar uma soma de dinheiro público (ou privado “sem fim lucrativo) sem dar suadeira nas mãos, meu deus? Veja:

http://g1.globo.com/parana/noticia/2011/04/ziraldo-e-condenado-por-ma-administracao-de-dinheiro-publico.html

Verdade ou não, note alguns dos 100 DESEJOS PARA DILMA coletados na VEJA de 05/01/11 (clik nas imagens, para lê-las):

VOCÊ SE ACHA IMPORTANTE?

… por mais distante,

o errante navegante…   (TERRA/Caetano Veloso)

enviado por grace Bulcão

PERGUNTA DO CASSETE

No CQC desta semana (terça/Bandeirantes), Hélio de la Peña (o astro negro de CASSETA&PLANETA) fez a seguinte pergutna ao deputado

: “Bolsonaro, o que você faria com uma grana preta?”

Apreveite e leia o importante artigo DESTRUIR A OBRA (Myrian Leitão) em MULTIUSO4. Sabe qual é a obra? A herança da escravidão… Veja, também, O INSUSTENTÁVEL PRECONCEITO DE SER

BRAÇOS FECHADOS

Minha alma canta
Vejo o Rio de Janeiro
Estou morrendo de saudades
Rio, seu mar
Praia sem fim
Rio, você foi feito prá mim
Cristo Redentor
Braços abertos sobre a Guanabara…
Samba do Avião (Gilberto Gil/Tom Jobim)

Parece mentira?  Eu tanbém não acreditei. Mas fechou, ainda que de mentirinha… Veja. Vá até o fim:

http://www.youtube.com/watch?v=2STmHsZiUr4&feature=player_embedded

enviado por Mary Rejane

Aliás, antes de ele abrir os braços, era assim:

enviado por Grace Bulcão

ARPRESENTADORA MUÇULMANA DA TV “AL-JAZEERA”  

Será, mesmo, que alguém teve essa coragem?

http://www.youtube.com/watch?v=pV-WI1D64q0 por Socorrinhoenviado

 

 NOIR TOTAL

autor: TUTA (http://palavrastodaspalavras.wordpress.com/)

Rachel Sheherazade

Veja o comentário da Jornalista (com J maiúsculo) sobre o carnaval.  Você tem alguma fantasia? Veja também PRA FRENTE BAHIA (em MULTIUSO7)

http://www.youtube.com/watch?v=oLmFQxsMbN4

Enviado por Marina Gentille

OS VERDADEIROS AVIÕES

quando bonitas e gostosas, as mulheres são chamadas de “avião”. E nós?

até os 20 anos: Avião de Papel. Apenas voos rápidos, de curtos alcance e duração.

Dos 20 aos 30: Caça Militar. Sempre a postos, 7 dias por semana. Ataca qualquer objetivo. Capaz de executar várias missões, mesmo quando separadas por curtos intervalos de tempo.

Dos 30 aos 40: Aeronave Comercial de Voos Internacionais. Opera em horário regular. Destinos de alto nível. Voos longos, com raros sobressaltos. A clientela chega com grande expectativa; ao final, sai cansada, mas satisfeita.

Dos 40 aos 50: Aeronave Comercial de Voos Regionais. Mantém horários regulares. Destinos bastante conhecidos e rotineiros. Os voos nem sempre saem no horário previsto, o que demanda mudanças e adaptações que irritam a clientela.

Dos 50 aos 60: Aeronave de Carga. Preparação intensa e muito trabalho antes da decolagem. Uma vez no ar, manobra lentamente e proporciona menor conforto durante a viagem. A clientela é composta majoritariamente por malas e bagulhos diversos.

Dos 60 aos 70: Asa Delta. Exige excelentes condições externas para alçar vôo.  Dá um trabalho enorme para decolar e, depois, evita manobras bruscas para não cair antes da hora. Após aterrissagem, desmonta e guarda o equipamento. 

 Dos 70 aos 80: Planador. Só voa eventualmente  e com auxílio. Repertório de manobras extremamente limitado. Uma vez no chão, precisa de ajuda até para voltar ao hangar.

 Após os 80: Modelo Antigo. Quase de brinquedo.  Só enfeite.

Enviado por Roberval Cardoso

Anúncios
Esse post foi publicado em oxigênio. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para MULTIUSO8

  1. Cherlin disse:

    I feel so much happier now I udnersatnd all this. Thanks!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s