MULTIUSO 2

A MENINA QUE NASCEU NA PÁSCOA

Neste conto, a autora cumpre a missão do escritor:
mexer no pedaço de chão sob os pés do leitor.
Leia  MARINA GENTILE
Sobre a autora:
http://www.camarabrasileira.com/entrevista423.htm

UM CONTO E DOIS POEMAS

“… Mas se durante muitos dias o vento e o frio brigavam com as folhas e espantavam os pássaros, bastava a moça tecer com seus belos fios dourados, para que o sol voltasse a acalmar a natureza.
     Assim, jogando a lançadeira de um lado para outro e batendo os grandes pentes do tear para frente e para trás, a moça passava os seus dias ..
.”

Sonhar é tão bom que se sonha até dormindo.  Leia esta imaginação  de Marina Colassantti: A MOÇA TECELÃ. Buscado em

http://recantodasletras.uol.com.br/resenhasdelivros/141374

Ninguém

mais do que tu

passearia

tão longo

ao longo dos meus vários enganos .

Ninguém

mais do que tu

visualizaria

tão fundo

grutas profundas

que atrás da minha roupa

escondo .

SILÊNCIO

luiz estrela

  Veja, também,  RECADO, de Marina Gentille.

Triste Bahia

Triste Bahia! Ó quão dessemelhante
Estás e estou do nosso antigo estado!
Pobre te vejo a ti, tu a mi empenhado,
Rica te vi eu já, tu a mi abundante.

A ti trocou-te a máquina mercante,
Que em tua larga barra tem entrado,
A mim foi-me trocando, e tem trocado,
Tanto negócio e tanto negociante
.

Deste em dar tanto açúcar excelente
Pelas drogas inúteis, que abelhuda
Simples aceitas do sagaz Brichote.

Oh se quisera Deus que de repente
Um dia amanheceras tão sisuda
Que fora de algodão o teu capote!

                Gregório de Mattos

É. Aquele coronel é candidato. Eu também não acreditei quando vi. Será que já internalizamos? Quando o dinheiro é da sociedade, pode. Tudo pode, inclusive torrar. Veja links:

http://www.youtube.com/watch?v=WQOhwhH3MOw

http://blogdobrown.wordpress.com/2010/08/18/o-coronel-santana-e-candidato-acredite/

   Triste Brasil

Texto do UOL:

“…Desde o início da campanha, Collor só anda com um adesivo de Dilma no peito direito. No esquerdo, exibia um broche com a imagem de Nossa Senhora Aparecida. O resto do figurino lembrava os tempos da Presidência: Rolex de ouro, calça Ralph Lauren, camisa Tommy Hilfiger e tênis Nike para percorrer as ruas de barro de mãos dadas com Caroline, 28 anos mais nova. “Continuo na mesma posição, com as ideias que defendi em 1989“, sustenta. Como o PT alagoano está coligado ao PDT de Ronaldo Lessa, o Tribunal Regional Eleitoral proibiu o jingle “É Lula apoiando Collor, é Collor apoiando Dilma“. Ele mandou regravar o trecho com uma mensagem subliminar: “Não adianta, o povo sabe quem tá apoiando quem, o povo tá decidido e vai apoiar também“…’ 

http://www1.folha.uol.com.br/poder/782920-para-voltar-ao-governo-de-alagoas-collor-cola-imagem-a-lula-e-dilma.shtml

Que tal uma olhadinha de novo em

 PT GO HOME,

O ACENO DE SEVERINO,

 SÓ O ATO SALVA e só o ético pode orar e PAULA x TAIS

É um país, de certo modo, muito igual!

 Uni, Duni, Tê

Ela sabe do que fala. Dê uma olhadinha nesse texto atribuído à nossa dama do bom teatro.


Opiniões opostas, mas plausíveis, me dão vontade de escolher na sorte


http://sergyovitro.blogspot.com/2010/08/fernanda-torres-uni-duni-te.html

  Enviado por Grace Bulcão

POR QUE DAR NA PRIMEIRA VEZ. Quer rir?  Vá ao youtube  (e volte) :

http://www.youtube.com/watch?v=4OFmQpRZHso

Marechal José Pessoa. Veja o personagem esquecido da história brasileira recente e o motivo que o levou a apresentar a sua renúncia a JK.

A VERDADEIRA HISTÓRIA DE BRASÍLIA

http://www.youtube.com/watch?v=OnoI-BzkUTs

Enviados por Sérgio Walli

O problema de baiano não é preguiça. É educação:

Leia o texto DOUTORADO NA PUC

Enviado por Rose Valéria

CRIMES E PECADOS

Dos que assisti, Crimes e Pecados e Match Point foram os dois filmes de Wood Allen que mais me pregaram no sofá (sou lento, gosto de DVD). Seria bem dito, se se dissesse que, em Match Point, contam muito as imagens e, em especial a dos lábios de Scarlett Johansson, a perturbadora protagonista. E, mesmo   assim, muito pouco estaria sendo dito.  Já em Crimes e Pecados, o brincalhão Wood Allen não perdoa. Mira na testa do telespectador e atira. Vai direto nos valores, em altíssima invasão de privacidade.   Fazendo  baixar várias bibliotecas  em instantâneos e eficazes downloads na cabeça do telespectador,  os diálogos deste filme podem não dar curto-circuito, mas, se o computador for peba, pode ficar sem responder.  Eu mesmo não dei um pio. Só abri o olho. Grande filme. Pode evitar muita coisa.

Veja o que dizem os entendidos:

http://www.adorocinema.com/filmes/crimes-e-pecados/

http://www.cinereporter.com.br/dvd/crimes-e-pecados/

   De perto, ninguém é normal, já dizia o sacrílego Caetano Veloso.  Veja o Presidente Lula e o Governador Cabral, em diálogos impertinentes. Veja a desenvoltura com que o Governador  e o Primeiro Mandatário se dirigem ao cidadão comum brasileiro… Note, ainda, como a idéia de uma imprensanão  vinculada é importante para a própria imprensa e a sociedade.  Vá ao youtbe http://www.youtube.com/watch?v=KOKS_apCwzA&feature=player_embedded e volte.

 Enviado por Socorro

O filme em 35 m/m mais antigo do mundo. Rodado em San Francisco, USA, a partir de uma câmera montada na frente de um bonde  em 1906, pouco meses antes do grande terremoto que destruiu  a cidade.  Notem-se a grande avenida e seus bondes, veículos, carroças, cavalos e gente na mais completa, digamos, alegria!  E já sem fiação aéra! Por favor, quem souber os nomes da música e do autor, informe.

http://www.youtube.com/watch_popup?v=NINOxRxze9k

Enviado por Cláudia Andrade

BONITA, GOSTOSA e ANTIGA. A imagem ao lado é do Campo Grande, em 1890. Veja o PPS

 BONITA E GOSTOSA Velha Bahia 

Enviados por Walter Ruy e Nadja CR

 

 

O pior analfabeto é o analfabeto político.
Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos.
Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, 
do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas.
O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista,
pilantra, o corrupto e lacaio dos exploradores do povo.”
Nada é impossível de Mudar “Desconfiai do mais trivial, na aparência singelo.
E examinai, sobretudo, o que parece habitual.
Suplicamos expressamente: não aceiteis o que é de
hábito como coisa natural, pois em tempo de desordem
sangrenta, de confusão organizada, de arbitrariedade consciente,
de humanidade desumanizada, nada deve parecer natural
nada deve parecer impossível de mudar.”
Privatizado
“Privatizaram sua vida, seu trabalho, sua hora de amar e seu direito de pensar.
É da empresa privada o seu passo em frente,
seu pão e seu salário. E agora não contente querem
privatizar o conhecimento, a sabedoria,
o pensamento, que só à humanidade pertence.

O Analfabeto Político
Bertolt Brecht

 

Além de colunista, irmã de Nara, ex-modelo e mulher dos sonhos da sua geração, Danusa Leão é autora de uma vida quase imaginária e do agradabilíssimo e quase tudo QUASE TUDO (Companhia das Letreas, 2005). Nesta crônica, ela bate a flanela nos móveis.

Dê uma espiadinha:

…Até Santo Agostinho, que foi santo, uma vez se rebelou e disse uma frase mais ou menos assim: ‘Deus, dai-me continência e castidade, mas não agora’

e leia Uma bolinha minúscula do meu sorvete preferido

Enviado por Grace Bulcão

AÇOUGUE CULTURAL

Luis Amorim é baiano e dono de um açougue em Brasília. Mas não um açougue qualquer. O seu AÇOUGUE CULTURAL T-BONE  fornece cultura na carne viva.  Em sua reportagem, a REVISTA LÍNGUA PORTUGUESA (nº57, julho/10, Editora segmento) diz o seguinte: …Amorim leu seu primeiro livro aos 18 anos de idade. O tema: filosofia grega clássica. O jovem baiano despertou para a literatura e não parou mais. Apoiando-se em conceitos aprendidos com Aristóteles, Sócrates, Platão, Tolstói e Nietzsche, autores cujos pensamentos citou em abundância durante a entrevista, em frente ao seu açougue, ele define-se, acima de tudo, como “um ser político”Em DIÁRIO DE UM SÉCULO (Campus Editora, 1997), o saudoso velhinho de Turim disse o seguinte:

“…um povo que não se salva sozinho, mas espera a salvação através da assistência do Estado, está fatalmente destinado a ficar para trás …”

Eu é que não tiro a razão dele.  Só há um milagre: esforço  e oportunidade. Isso vale para os países, também. Meus eternos agradecimentos ao vastíssimo ambiente que encontrei na UFBA (fui aluno de Gey Espinheira, Gustavo Falcón, Nelson Barros, Cid Teixeira, Ruth Laniado, Carlos Costa, Vivaldo Costa Lima, Antônio Guerreiro, Paulo Alves … se me lembrar de mais nomes, boto),  na Residência  Universitária Feirense (RUF, ficava nos Barris) e àquela revista Veja em que (lá pelo fim dos anos 70) me deparei  com um texto mais ou menos assim … o usuário de homem letrasônibus em Salvador secula no ponto...

Sécula? Fui apresentado à Exma. Dra. Alta Literatura. O impacto de Veja só viria a ser superado por Clarice Lispector, Quintana, Machado de Assis, Isabel Allende, Fernado Morais e, sobretudo,  Ruy Castro.

Leia a reportagem da Revista Língua (depois volte para o blog):

http://revistalingua.uol.com.br/textos.asp?codigo=12066

GaloVelho

enviado por Walter Ruy

SOBRE  LER DEVIA SER PROIBIDO

 Giomar Grammont

Achei o texto maravilhoso, normalmente as pessoas com alto poder de indignação e que não se contentam com pouco, inteligentes e com personalidade, quando leitores assíduos se tornam cidadãos críticos, o que parecia um perigo apenas para a ditadura, para a igreja, para o poder de forma geral, nos dias atuais acho que o nosso governo (que tanto combateu aquele sistema) talvés se incomode com os excessos de leitura (é o poder que pode ser corrompido…). Antigamente apenas os livros eram “péssima influência, agora todos os meios de comunicação o são, haja vista, a preocupação dos detentores dos meios de comunicação de manterem a censura (me refiro aqui especificamente a lamentável postura do NOSSO sindicato).
Como mãe que sou (e fui muito nova, com 21 anos), criei a minha “cria” entre uma leitura e outra, sempre com um livro na mão ou na bolsa. Desenvolvi um método que alguns podem usá-lo (pq ninguém nasce gostando de ler…), nas datas importantes, aniversário, natal etc. (observe as datas que a criança acha mais importante), prefira dar um livro a um brinquedo, deixe o brinquedo para as datas sem maior importância, pq o livro passa a ser a referência ligada aos momentos importante da vida da criança (ora, não usamos nossas melhores roupas nos dias festivos), faça uma boa dedicatória lembrando sempre quando foi dado e estimule a leitura (na dedicatória), procure ler o livro antes e busque discutir para ver o nível de compreensão da criança e faça também os comentários que achar necessário, como época em que foi escrito (relacione ao momento histórico), a detalhes da vida do autor ou autora .
Hoje sou vítima de minha “armadilha”, a minha filha sempre me dá livros de presente e eu para facilitar nosso método, mantenho sempre uma lista facilmente encontrada arquivada no meu computador. Rsrsrs

Mais uma dica, faça sempre uma lista e deixe para comprar pela internet (uso sempre os sites fnac, saraiva e submarino, além dos sebos), os livros são mais baratos e as promoções acontecem com frequência , compre 3 e leve 4, por exemplo ou descontos progressivos. E para os amigos que normalmente lêm muito, dê o vale livro, ele mesmo escolhe e vc não paga o mico de dar um livro que já tenha sido lido.

Uma frase de Cícero, orador romano diz: “Uma casa sem livros é um corpo sem alma”

Obrigada pelo possibilidade de contato com um texto tão belo!

Grace Bulcão

Foi só um amistoso. Mas a seleção de meninos que nem treinaram topou com outra, madura e vinda de uma copa, como se estivesse brincando.  NÃO FALTOU CAMISA!  (Holanda 2X1 de virada) nem SOBROU MALDADE…  Foi música para os olhos 

http://blogdojuca.uol.com.br/2010/08/musica-no-ar/

http://blogdoquesada.blog.uol.com.br/arch2010-08-08_2010-08-14.html

Foto: Nilton Souza. Enviada por Lígia Lira

JUÍZES PARA DEMOCRACIA FALA SOBRE JUDICIÁRIO BAIANO

Nota pública do Núcleo Baiano pela moralidade no TJ

22/05/2010 – 00h43

 A AJD – Associação Juízes para a Democracia, entidade nacional que reúne magistrados em prol da defesa dos valores democráticos, entre os quais a transparência e a moralidade administrativa do gestor público, mediante o seu Núcleo Baiano, considerando os últimos episódios divulgados na imprensa sobre o Poder Judiciário da Bahia, com a contínua atuação do Conselho Nacional de Justiça para a correção da sua gestão administrativa e as medidas de contenção de despesa adotadas por esse Tribunal (Decreto Judiciário n. 152, de 29.04.2010), que atingem de maneira crítica parcela de servidores com menores salários, vem apresentar nota de esclarecimento à população a fim de que não pairem dúvidas quanto ao pensamento de uma parcela da magistratura na Bahia… :

http://www.ajd.org.br/documentos_ver.php?idConteudo=42

REFLEXÃO

Para  compensar a semana passada, que foi pesada (muito texto), esta  é light. Dois coelhos são salvos com uma cajadada só: atendo a alguns colegas do TRT, que alegam só poder ver o blog em casa (à noite ou final de semana) e dou vasão a coisas lindas que recebo.   Outra coisa: sinto falta de crítica ao blog. Não se acanhe. Faça um bem a ele:  critique-o; provoque. NENHUMA VERDADE SAI DE UM LADO SÓ DA MESA,  dizia Jorge Luis Borges, e quando a discussão for para alcançar alguma verdade apresentável, cada interlocutor deve examinar o que discute, torcendo para que um dos argumentos caia logo. Não perca tempo (imagem buscada emhttp://sopensar.com.br/)

Anúncios
Esse post foi publicado em machadodeachismo, oxigênio. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s