MULTIUSO 12

05/01

OS EDUCADORES (comentário transferido de PARABÉNS, VEJA!)

Vi várias vezes esse filme. Três jovens dos dias atuais invadem mansões cujos donos viajaram, bagunçam geral e deixam escrito que tudo aquilo está por um fio. Pânico geral, né? Mas, zero de violência (eles pretendem educar). Até que um dia, dois deles se demoram de mais (aos beijos na piscina), e o dono da mais espetacular  mansão já visitada retorna. É com ele que a menina tem uma dívida impagável: por descuido ela havia batido o seu velho golf  (o filme é alemão e os dois ou três carros que aparecem, também) na milionária mercedes do executivo e, sem seguro nem carteira de habilitação, ela ainda está pagando os 100.000,00 euros do prejuízo (atenção: carro alemão. Não caminhoneta japonesa, em? Veja INSENSATO CORAÇÃO). Em pânico e com a ajuda do terceiro (acionado às pressas), os três jovens contestadores  “sequestram” o bem resolvido milionário e seguem para uma linda região de montanha. Já viu o cenário, né? Surprise: o executivo “sequestrado” (no filme você vai saber o por quê das aspas) é um ex-líder da histórica rebelião estudantil  de Maio/68, na Europa. Já imaginou o diálogo? Lembrou DOGVILLE.  Duas das frases:

  • o que já foi revolucionário e subversivo hoje se vende nas lojas
  • quem é o responsável: o fabricante da arma ou quem puxa o gatilho?

Não indicado para quem pretende, com duas ou três palavras decoradas, ganhar a vida.

INGRATIDÃO I

30/12 Convenhamos que foi demais o tamanho daquele retrato. Tudo bem que algo tinha de estar à altura daquelas sentidas cenas de choro, até de militares! Mas, meus deus, depois de tanta primavera (incluindo a árabe), precisava tanto? Num regime materialista? Se fosse verdadeiro (em que não acredito), aquele choro seria, aliás, um péssimo sinal: o mesmo que Getúlio Vargas, Hitler, Stalin, Mao, Fidel… representaram para as suas massas carentes ou falidas (eu prefiro cidadãos). E aquele imenso carrão americano embaixo do retrato? Por que não um chinês ou russo, meu deus? Não vem daquelas fábricas toda a máquina? O QUE É ISSO, COMPANHEIRO? 

INGRATIDÃO II

“…isso não é socialismo nem comunismo… isso é capitalismo de estado … de clã familiar.. capitalismo militar…, disse a blogueira cubana Yoani Sánchez, ao JN/Globo (ontem, 29/11). Coitada. Ela esqueceu de que deve a Fidel & Irmão até o ar que respira. Ô, Yoani, é só ver FIDEL, O FILME… VOCÊ JÁ VIU ESSE FILME?

INGRATIDÃO III

…no, política, no…, esquivou-se do PLIN-PLIN  outro cubano, desta vez comum. Espantou-me.  Primeiro, porque, segundo a lenda, Cuba vive uma “ditadura do proletariado”.  “Do povo”, portanto. Logo, o mais comum dos cidadãos (politikós,em grego)  deveria se interessar por ela. Não temê-la … Ô, mô deuÉTICA NÃO É IDEOLOGIANADA NÃO É TUDO? Por que, DOGVILLE, tanta ingratidão?

Lembrou-me a era militar no Brasil em que fui criado. Falar ou pensar em política fora dos termos do regime, naquela época, era uma loucura de alto risco. Que gerava … Alienação (afastamento).  Só a partir de 1977 (chegada a Salvador) descobri que existia um grupo chamado “esquerda“, que era contra todo tipo de censura e alienação… Acho até que, também, de opressão. Seu tino: participação popular.  E Cuba (como a Coreia do Norte) é de esquerda, como se diz. Estranhei. QUANTA DIFERENÇA!, meu deus: Aqui (na democracia burguesa), o PCdoB promete ajuda às MÍDIAS ALTERNATIVAS (veja abaixo). Já lá… Quanta ingratidão com STALIN, MAO, FIDEL 

Tudo bem que fica estranho ter medo de falar, no socialismo. Mas, também, vamos considerar que aquele “…no, política, no…” é o mesmo encontrado em qualquer interior brasileiro, onde cada prefeitura é uma mega-sena acumulada com sorteio de 04 em 04 anos. Independente de partido! A nossa democracia não é essa coca-cola toda, mesmo, não! Logo, não é de se estranhar que o comportamento seja parecido em ambos os casos, por mais que distintos os regimes, leitor? A menos que a blogueira tenha razão no seu raciocínio, que é meu também. Aliás, as posturas em Cuba e em nosso Brasilzão afora talvez contaminem até mesmo os nossos combativos, transparentes e democráticos sindicatos, né? Como entender?  UM GRANDE NEGÓCIO? Afinal, LA VIDA POR LA IZQUIERDA E O ADVOGADO DO EX-MINISTRO ORLANDO SILVA, FASCISMO DE ESQUERDA (o livro) e FLUXO E REFLUXO (pega na mentira?) são um  FALSO BRILHANTE ou uma FINA ESTAMPA?

INGRATIDÃO IV

Um senhor naquela idade tinha o direito de pensar em vender o seu velho carro (R$20.000,00), pensando em aposentadoria, meu deus? Se pelo menos fosse um daqueles dos altos dignitários… Por que o transporte público e o carro popular (quando há) têm de ser tão diferentes do da elite? FALSIDADE IDEOLÓGICA?  BLEFEQUEIXO DURO? QUEM RESPONDE? Como ficam A PALAVRA E O TEMPOÉ MUITA ONDA!

Agora, aqueles cadeados (http://g1.globo.com/videos/jornal-nacional/t/edicoes/v/cubanos-driblam-a-censura-e-a-repressao-politica-com criatividade/1749029/)… QUE PANCADA! Lembraram-me GRILAGEM x APAGÃO MORAL, A PULGA, O BURRO e AS NORMAS … e  aquelas duas frases de MULTIUSO 3… (“a terra é excelente para as minhocas… e minhas ideias têm o direito de …”). Ah, INSENSATO CORAÇÃO, podem os CISNES  ser SELVAGENS?  Meu deus, será que, com um VOCABULÁRIO DE IDEIAS TÃO PASSADAS, tanto DESVIO, tantos VIDEOGRAMAS DE UMA REVOLUÇÃO, tanta coisa sobre A RIQUEZA E A POBREZA DAS NAÇÕES,  TUDO ainda PODE DAR CERTO? Seria um bom CONSELHO DE ÉTICA? Que DEUS, FIEL, proteja-nos da VINGANÇA DE MARX!

 A CONFISSÃO DE NELSON

NÃO ESQUEÇA: dia 01, o texto A MULHER, de Jorde Dantas

28/12 O JORNALISTA E O CNJ

Ouvi (na Metrópole) um comentário recente do jornalista (calma, não é aquele) Alexandre Garcia, que dizia o seguinte (mais ou menos):

“… se um conselho ou associação de jornalistas resolvesse investigar e punir quem tivessem ganhos não compatíveis com os seus salários, eu ia gostar… O que temem as associações de juízes?… Ainda bem que a Corregedora do CNJ, Eliana Calmon, continua recebendo o apoio de boa parte dos magistrados…”

Oportuno, não, leitor? Veja, também, MULTIUSO4, MULTIUSO6 e MULTIUSO11

O JN E CUBA

Tenho visto as matérias do JN/Globo, sobre a economia e vida real, em Cuba. Presto atenção ao que dizem os entrevistados

http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2011/12/cubana-mostra-dificuldades-que-enfrenta-para-sobreviver.html

e às medidas forçosamente liberalizantes do governo

http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2011/12/cuba-amplia-programa-para-reduzir-numero-de-servidores-publicos.html

E acho graça de velhos jornalistas quase oficiais do Brasil contradizendo os próprios cubanos:

http://blogln.ning.com/profiles/blogs/mentiras-do-jornal-nacional-sobre-cuba?xg_source=activity

Aliás, os meus olhos e ouvidos estranharam muito aquele microempreendedor nascido e criado no fidelismo dizer que vai fazer do seu ainda pequeno negócio de sanduiche uma rede. Você viu que até corretor já apareceu e falando em especulação no mercado de imóveis? Meu deus, como essa galera aprende rápido!  Tomara deus que na EDUCAÇÃO e na RIGIDEZ do Estado Cubano haja antídotos para a danada da corrupção. No socialismo, ela fica ainda mais feia, né (veja QUE PANCADA!, O QUE É ISSO, COMPANHEIRO?…)?

PCdoB E AS “MÍDIAS ALTERNATIVAS

A esquerda oficial agora só falta dizer que o Brasil/6ª economia do mundo é socialista e não tem problemas de século XIX… Aliás, o comunista e revolucionário PCdoB  não só já destaca que, embora capitalistas, seremos a 5ª economia já, já, como promete ajuda às “MÍDIAS ALTERNATIVAS”.  Quem for democrata tem de apoiar. Atenção,  Sindjufe:

“…A Câmara dos Deputados vai tentar buscar no ano que vem formas de garantir a sobrevivência financeira de veículos de comunicação que fazem parte da chamada imprensa alternativa, como rádios comunitárias, portais e blogs na internet…”

Sacou, leitor? Será que o segundavia vai pegar uma graninha (pobre da blogueira cubana, coitada. Veja ÉTICA NÃO É IDEOLOGIA)? Né, não, amigo. É que o partido foi “vitima” da grande imprensa, na campanha contra o ex-ministro Orlando SilvaMaluf, Collor, Sarney e mais outros 500 anos de Brasil, não, viu? “SERRI, GENTE”! Matéria completa na “esquerda bem informada”:

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=172046&id_secao=1

Veja, também LA VIDA POR LA IZQUIERDA E O ADVOGADO DO EX-MINISTRO ORLANDO SILVA, PARABÉNS, VEJA!, FALSO BRILHANTE ou FINA ESTAMPA?, A GUERRA QUE ELES NÃO PODEM PERDER …

OS BEIJA-FLORES

Desentristecendo a tinta, os beija-flores alegram a  vida que bolinam.

De várias cores são indecisos os panfletos que escrevem com as suas penas antigas.

Mas, como convencem o jardim!

Luiz Estrela

                        para uma menina

COMECE O ANO BEM

Você lembra de A MOÇA DAS FLORES (Marina GentilLe), leitor? Vem aí  A MULHER, texto de Jorge Dantas (nosso colega do TRT). No dia 1º.  Não perca.

FELIZ  NATAL

… Quero ver você não chorar   

                                                       não olhar pra trás     

                                               nem se arrepender do que faz…    

  Saudoso comercial: http://www.youtube.com/watch?v=fFkVVB4sxRc

enviado por Sérgio Wally

PRESENTE DE NATAL

MOTHER/John Lennon

Mother you had me
But I never had you
I wanted you
But you didn’t want me
So I got to tell you
Goodbye
Goodbye
Father you left me
But I never left you
I needed you
But you didn’t need me
So I just got to tell you
Goodbye
Goodbye
Children don’t do what I have done
I couldn’t walk and I tried to run
So I got to tell you
Goodbye
Goodbye
Mama don’t go                 (a imagem acima é feita a lápis por LINDA HUBER)

Claro que você conhece, leitor. É sentida e linda, né? Não se faz mais dessa desde os 70. Parafraseando Raquel de Queiroz – que, falando da inventividade de O CORONEL E O LOBISOMEM (José Cândido de Carvalho), merecidamente disse: “quem tiver competência que o copie” -, só tenho a lhe dizer o seguinte: não tente copiar o que você vai ver, agora. Sei que não lhe faltam beleza nem competência. Mas, para quê? Se o seu coração ainda tá aguentando, apenas clique no vídeo abaixo e sinta Shelby Lynne imortalizando o que sempre foi imortal: Mother, do for ever John Lennon. Mas, atenção: o excesso de beleza e sentimento deixou o vídeo pesado. A sua internet, como a minha (5megas), pode não aguentar. O que fazer? Assim que a aurora de Shelby Lynne sussurar no palco, clique em pause e deixe carregar.  Se você não fizer isso, ela vai cantar e parar, cantar e parar, não merecidamente.  E você pode até não ver o Maaaaama don’t goooo que o sofrimento de John detona (os entendidos diziam que essa música era o grito freudiano dele) e a interpretação da ilumindada Shelby  faz pingar no palco. Claro que ela tá auxiliada por um vocal, uma bateria e umas guitarras que, no mínimo, conhecem o assunto.

Olhe: clik no pause, aproveite para dar uma olhadinha no blog e, se for o caso, tome uma bebidinha, porque você vai precisar. Se tiver amor ausente, então…

E vou logo avisando: se você não tem o DVD …

john lennon, tibuto

…, é aqui e pronto. Então, o que você tá esperando? Molhe seu coração, chame os amigos e som na caixa. E, pra não ter de esperar carregar tudo de novo, antes de terminar, volte com a mão para o início e fique feliz outra vez.  Ou mais feliz.

Se ficar com cara de mamãe, quero mais, além de manter o vídeo em pause, você deve dar uma passadinha, também, em   VIDA INCOMPLETA DOS BEATLES (é só clicar), SHOW DE IMAGENS AO SOM DE ELIS, MARIVALDO BASTOS SHOW (em MULTIUSO9), JURANDY DO SAX, O BOLERO DE RAVEL E A TERRA DA FELICIDADE e boa VIAGEM.

Feliz Natal e Shelby Ano Novo:

http://v.youku.com/v_show/id_XNjk1MjA3NzY=.html

ÁRVORE DE NATAL

Do blog http://arebelsdiary.blogspot.com/?zx=855d2ecbf415e787, da universitária egípcia que protesta por liberdade em seu país.

VERSOS DE NATAL

Manuel Bandeira

Espelho, amigo verdadeiro,
Tu refletes as minhas rugas,
Os meus cabelos brancos,
Os meus olhos míopes e cansados.
Espelho , amigo verdadeiro,
Mestre do realismo exato e minucioso,
Obrigado, obrigado!

Mas se fosses mágico,
Penetrarias até ao fundo desse homem triste,
Descobririas o menino que sustenta esse homem,
O menino que não quer morrer,
Que não morrerá senão comigo,
O menino que todos os anos na véspera de Natal
Pensa ainda em pôr os seus chinelinhos atrás da porta.

O POETA É UM FINGIDOR? Fernando Pessoa dizia que sim. MAS ISSO É TÃO DIFERENTE DE FARSANTE!

Há quem diga que as belas letras abaixo são uma mistura de Augusto Cury e o poeta português. O laboratório teria sido a própria net:

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,
mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo.
E que posso evitar que ela vá a falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e
se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar
um oásis no recôndito da sua alma .
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos..
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um ‘não’.
É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo…

enviado por Pedro Vieira

 ASSIM É A VIDA

Você não vai esquecer este pps: SUCESSO

enviado por Pedro Vieira

OSCAR NIEMAYER 

“projetar Brasília para os políticos que vocês colocaram lá, foi como criar um lindo vaso de flores pra vocês usarem como pinico. Hoje eu vejo, tristemente, que Brasília nunca deveria ter sido projetada em forma de avião mas sim de camburão!”

enviado por Pedro Vieira

LANÇAMENTO

enviado por Nadja CR

MUITO PRAZER…

… EU SOU O CIGARRO

enviado por Fátima Araújo

SOBRA DE CAMPANHA

 

Fotos (do editor):  por do sol na Praia do Jacaré (Cabedelo/PB); árvore de natal  próxima à Estação Ciência (João Pessoa/PB); Estação Ciência; Porto Seguro e árvore de natal em Aracaju. Veja mais em FELIZ NATAL, m…NO VENTILADOR?, O VALIOSO TEMPO DOS MADUROS, VIDA INCOMPLETA DOS BEATLES (é só clicar), A MOÇA DAS FLORES

NOTA TRISTE

A ventilada

infelizmente fechou. Acervo à venda.

O QUE NOS FALTA?

10. vergonha

enviado por Sérgio Wally

O MAIOR INVESTIMENTO DE WARREN BUFFETT

“Nossos filhos e netos viverão num mundo melhor ou pior? Estaremos construindo o amanhã deles com base em valores sólidos e duradouros? Que Brasil deixaremos, afinal, para as futuras gerações? É impossível responder a perguntas como essas sem refletir sobre o principal meio como interferimos nesse futuro: a educação. É o que procuramos fazer de modo consistente nas edições de ÉPOCA. E não apenas avaliando a política educacional ou as nossas escolas, mas sobretudo por meio de exemplos que iluminam o modo como nós mesmos educamos nossos filhos.

É o caso da entrevista que publicamos nesta semana com o músico Peter Buffett, filho do bilionário americano Warren Buffett, para muitos o maior investidor de todos os tempos. Buffett, o filho, poderia facilmente ter sido uma dessas crianças mimadas, típicas dos lares em que o excesso de conforto material é usado para eliminar toda sorte de adversidade e erguer uma redoma invisível, dentro da qual os filhos ficam isolados, à prova de perigos e longe da realidade. Buffett, o pai, poderia facilmente ter sido um desses ricaços que usam sua fortuna para manter os filhos na crença de que fazem parte de uma aristocracia, cuja hierarquia é medida pelo tamanho do patrimônio. Para desespero, porém, daqueles que creem que a riqueza necessariamente destrói os valores mais perenes, tanto o pai quanto o filho transmitem, na simplicidade e no caráter, um exemplo maravilhoso.

Buffett, o pai, mora na mesma casa em Omaha, no Meio-Oeste americano, e trabalha no mesmo escritório há 48 anos. Decidiu, ainda em vida, doar praticamente toda a sua fortuna a entidades filantrópicas. Buffett, o filho, não recebeu dinheiro algum do pai para iniciar sua vida profissional. Decidiu largar a faculdade e, com uma pequena herança do avô, apostou na carreira de músico. Ambos são bem-sucedidos – e felizes. “Para ser feliz, descubra o que você realmente gosta de fazer e faça. A coisa mais incrível que aprendi com meu pai foi gostar do trabalho”, disse Buffett à repórter especial Camila Guimarães (leia a entrevista http://revistaepoca.globo.com/Negocios-e-carreira/noticia/2011/09/peter-buffett-nunca-pensei-em-quanto-meu-pai-ganhava.html). “As crianças não aprendem a construir sua própria vida ganhando coisas. Dê a seus filhos acesso ilimitado a um cartão de crédito, e eles nunca terão a sensação de ter conquistado algo por eles mesmos. Esse é o maior prejuízo que o dinheiro pode causar.” Suas lições são simples e estão ao alcance de todos, independentemente de quanto dinheiro ganhem ou tenham.”

Revista ÉPOCA, 12/09/11

DÚVIDA CRUEL

Em entrevista na Globo News, ontem (19/12), o simpático deputado federal Jean Wyllys referiu-se a duas oposições ao governo: uma de direita e outra de esquerda.  Se me lembro bem, a de direita é conservadora e reacionária. É possível que ele estivesse se referindo à galera de Jair Bolsonaro (veja  MULTIUSO8), etc. Mas, ele não foi claro quanto à esquerda. Quem rouba, censura, privatiza (toma para si, sem pagar) e, se puder, mata e esconde o corpo é de direita ou de esquerda?

Veja VOCABULÁRIO DE IDEIAS PASSADAS

Anúncios
Esse post foi publicado em machadodeachismo, oxigênio, resenha. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s