FASCISMO DE ESQUERDA (o livro)

data de origem: setembro/10

RESPONDA RÁPIDO:

um partido que se vê (ou via) como o caminho, a verdade e a luz; que, embora socialista, vive (ou vivia) em guerra com seus adversários,  buscando o monopólio do poder (poder total, absoluto)  e a destruição de qualquer  democracia; que trata (ou tratava) os seus membros como camaradas; que vê (ou via) o estado  como uma extensão sua e a  sociedade (povo), como uma organização militarizada   pronta para obedecer e adorar  (pensamento único) … Este partido é (ou era) o:

a)comunista

b)socialista

c)fascista

d)nazista

e)liberal progressista

Cuidado, não responda agora. Dê uma olhadinha, antes, no resumo de FASCISMO DE ESQUERDA –  a história secreta do esquerdismo americano, de Jonah Golderg (Record, tradução de Maria Lúcia de Oliveira, Rio de Janeiro, 2009). Você já deve ter ouvido falar que grandes figuras como D. Helder Câmara (http://pt.wikipedia.org/wiki/H%C3%A9lder_C%C3%A2mara) tiveram um passado fascista. Não se impressione.  Mussolini tinha apoio até dos judeus italianos (fl.36). Churchill o chamou de o maior legislador vivo do mundo; Freud enviou-lhe  cópia de livro que escrevia com Albert Eisntein, chamando-o de “o Governante, Herói da Cultura…” (fl38); o grande empresariado americano o elogiava e a grande imprensa americana se enchia de artigos sobre  ele, sem oposiçaõ da esquerda, fl. 40.  Na verdade, segundo o autor – que não cansa de dar exemplos próprios daqueles tempos – a imprensa americana  elogiava até Stalim.  Surpreso?

“… A primeira aparição do moderno totalitarismo no mundo ocidental não foi na Itália nem na Alemanha, mas nos EUA (…) o liberalismo americano é uma religião política totalitária...”,

afirma o autor (f.20).  Só que do “tipo gentil, não brutal”, mas, como o primeiro, ocupa todos os espaços (fl.23).

Derrotados, nazismo e fascismo ficaram feios, como vem ficando o socialismo já há algum tempo. Em FASCISMO DE ESQUERDA, primeiro livro  desse jornalista confessamente conservador, o Muro de Berlin continua caindo e expondo os laços de sangue entre facistas (mestres no jogo de faces), fascistas e comunistas. Sendo mais um grito contra as falas enlatadas, essa  obra fácil de ler mas não magistralmente escrita puxa a cortina de ferro para um canto e deixa ver que a lei do lucro e todo tipo de disfarce não são uma marca do Capital. Mas do Homem.

Leia FASCISMO DE ESQUERDA extratos

A coleção de extratos acima foi enriquecida com citações de :

STALIN, a corte do czar vermelho (Sebag Montefiore, Simon; trad. Pedro Maia Soares- S. Paulo, Cia das Letras, 2006;

RUMO À ESTAÇÃO FINLÂNDIA (Wilson, Edmund; trad. Paulo Henriques Brito – S. Paulo, Cia das Letras, 1986;

Todas essas obras reforçam a ideia de ideologia como a teologia do poder.

Posts diretamente relacionados:

GUIA POLITICAMENTE INCORRETO DA HISTÓRIA DO BRASIL

A PULGA, O BURRO e AS NORMAS (edição especial)

DOGVILLE

ÉTICA NÃO É IDEOLOGIA

VOCÊ É SOCIALISTA? TEM CERTEZA? Quer ajuda dos universitários?

JOGADAS DE PORTUGUÊS (em SEÇÃO MULTIUSO)

Anúncios
Esse post foi publicado em machadodeachismo, resenha. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para FASCISMO DE ESQUERDA (o livro)

  1. nivaldo pereira disse:

    grande estrêla, muito bom teu blog. voce é demais. vou mandar para voce o texto do Capitão Marinho para voce ler. abra o blog dele tem muitas outras matérias que vão te sensibilizar, me diga alguma coisa a respeito.
    nivaldo pereira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s