TUDO PODE DAR CERTO?

28/11

http://www.ecbahia.com/imprensa/noticia.asp?nid=22028

26/11  O senhor de mais de 70 dizia ao jovem porteiro:

“... meu amigo, o Brasil acabou. O Brasil não existe mais! Só tem ladrão! Pra onde vai um país desse? Não vai pra canto nenhum, não…

Eu aguardava o elevador e me lembrei do documentário INTERVALO CLANDESTINO e dos filmes UM JUIZ MUITO LOUCO e O PODEROSO CHEFÃO III  (MULTIUSO 3) .

25/11 Lembro aos visitantes que não é só o multiuso  que não se prende à nossa política local (Sindjufe).  Tudo aqui explora ou busca o barro formador de Gente e Cidadão: Ética, Pensamento, Literatura, Democracia, Arte Este é o nosso propósito, como a coluna de frase à direita deixa ver. Para nós, a ideologia é pensar (veja o blog) e Democracia não é um panfleto.  Atenção: Blog já com várias páginas.  Para ver todas, no fim desta clique em posts mais antigosou veja em artigos, resenhas, poemas/contos, multiuso tudo o que  já foi publicado. E nunca  esqueça de LER DEVIA SER PROIBIDO, da mineira Guiomar Grammont. Ele pode mudar a sua vida.

…………………………………………………………………………….TUDO PODE DAR CERTO?

Pode. Mas, a vida não é de papel. Antes de prosseguir, leitor, dê uma olhadinha em CRIMES E PECADOS (MULTIUSO2), pequeno comentário sobre o emudecedor filme de Wood Allen. Ou melhor: se não deu, dê uma boa olhada no próprio filme (Casa de Cinema; anúncio ao lado). O mínimo que vai lhe acontecer é aumentar o apetite pelo inganjento diretor, que, em TUDO PODE DAR CERTO, mais uma vez pôs ideias, ideais e slogans para brincarem de gato e rato com a realidade. É divertido. A frase completa, na verdade, é no papel somos ideais, mas a vida não é de papel. Em esculachês: no papel somos lindos, mas na vida real… É um brincalhão, sem dúvida. Mas, por que no papel somos tão lindos e, na real, nem tanto? Ou melhor: por que o peixe que vendemos é um, e o que entregamos quase sempre é outro?

A sentença porque a vida não é de papel responde tudo, concordo, leitor. E isso já explica por que o danado do capitalismo, mesmo tão “odiado”, ganhou a parada. Rapidamente: ganhou por quê? Seria porque “o importante é o ‘coletivo’, não o individuo (ouvi isso em 19/04/10, na reunião “com o jurídico”. Veja GRILAGEM x APAGÃO MORAL)?  Lindo, né? O indivíduo (concreto) vale menos do que a abstração (coletivo)! Êta mundo que gosta de um ornamento , meu deus!

Na vida real não é assim. Nela, o que conta – e muito! – é o concreto, mesmo!  Se não, como justificar a galera que, embora “socialista”, não permite, sequer, que outros socialistas os questionem, ou, pior ainda, o seu poder? É uma galera, aliás, que gosta pouco de voltar ao batente, né? Não é incrível, leitor? Socialistas, socialistas, poder à parte (amigos, amigos, negócios à parte)?  E como entender todo tipo de corrupção, sempre notada quando um tirano cai ou é investigado (vejam-se VIDEOGRAMAS DE UMA REVOLUÇÃO, STALIN, MAO, FIDEL (e ERENICE), VOCABULÁRIO DE IDEIAS PASSADAS, CISNES SELVAGENS,  A VINGANÇA DE MARX, VOCÊ JÁ VIU ESSE FILME? (have you ever seem that film?)…)?

Algo não parece mal contado? Pelo sim, pelo não, vejamos o que (SHAKESPEARE, Willian. O MERCADOR DE VENEZA. Obras Completas, vol.II, Rio de Janeiro, Ed. Nova Aguilar, 1995, fl.470) tem a dizer:

“… as mais brilhnates aparências podem encobrir as mais vulgares realidades. O mundo vive sempre enganado pelos ornamentos…”

Viu por que esse escritorzinho acima tem uma frasezinha aí do lado, leitor? E já que fizemos um pequeno desvio (no bom sentido, claro), lá vai:

  • que doideira teria dado na cabeça do Leste Europeu (e, antes, na do próprio PC Chinês) para pularem fora?

Uma das cenas, aliás, que mais me impressionaram e divertiram no dvd sobre A QUEDA DO MURO DE BERLIN (série OS DIAS QUE ABALARAM O MUNDO, 24 documentários) foi quando Erich Honecker (chefão da então Alemanha Socialista), discursando em público, falou em “… bases sólidas de que goza o socialismo científico na terra de Marx e Engels…” O ano era 1989 e o mundo, como sabemos, ruía aos seus pés. Pode-se até dizer  que se tratava de um estado, no mínimo, altamente opressor e ineficiente, cujas receitas dependiam da quantidade de presos políticos anualmente vendida ao lado capitalista.

Parêntese: sim, leitor, a então Alemanha Ocidental comprava, em grande escala, a liberdade de irmãos socialistas, e a cada ano o muro tinha de ser reforçado para a fuga não sair de graça! Será por isso que venceu a parada? Você já ouviu falar em fuga da Coréia do Sul – capitalista – para a do Nortesocialista? Por que será que  Svetlana Stalin (a filha) foi morar logo nos EUA (1967), onde ganhou – e torrou – um mundo de dinheiro com a sua biografia, meu deus (veja: ÉTICA NÃO É IDEOLOGIA, SERÁ QUE ELES MOSTRARAM OS OUTROS DOIS GOLS?BECHARA, GEYSI E O LIVRO “POR UMA VIDA MELHOR” …)? Ninguém fala disso, né? E ainda se diz que Hollywood é que é boa de marketing… (Psiu: dê uma olhadinha no antes da matéria principal de PARABÉNS, VEJA!). Uma filha de Fidel também se picou (para Espanha), viu?

Mas aquele momento hilário em que a praça, alvoroçada, gritava “…Gorba, Gorba, Gorba” (Gorbachev, o reformador soviético, que Honecker recebia) foi um belo exemplo do que a dialética (o tempo) é capaz. Independente da existência ou competência de qualquer Oposição. Não estamos vendo a primavera árabe? Quem podia imaginar Kadafi morto como um rato? Outra rapidinha: liberadas as fronteiras, as pessoas corriam, pulavam e se abraçavam, sem olhar para trás. Deixavam as chaves das suas casas em árvores! Já pensou? Largar tudo (casa, comida, trabalho … socialismo)  por causa de risco, realização pessoal, eficiência, democracia, liberdade e vitrine (capitalismo. Se o seu não é assim, veja por quê. Normalmente, ele tem a cara de cada país)? Quem entende o ser humano? Ô bicho que gosta de um supérfluo, meu deus (veja NADA É TUDO, UM GRANDE NEGÓCIO?, MULTIUSO11…! Notou como este artigo atende a intenção do nosso estatuto, leitor?:

 Art. 3º – Constituem prerrogativas e deveres do Sindicato:

k) promover discussões, simpósios, conferências e outros, envolvendo temas de interesse geral que repercutem na vida dos sindicalizados enquanto categoria e enquanto cidadãos.

l) manter publicações que funcionem como instrumentos de informação permanente acerca da vida da entidade (funcionamento, lutas, conquistas e outros) e suas relações com a realidade;

Será que ele seria publicado pelo “nosso” sindicato?

Bem, voltando ao que interessa, juntemos ao que já rolou em O CASO BANCOOP II mais essas sábias palavrinhas do Nobel de Literatura peruano, Mário Vargas Llosa:

… o político sobe ao palanque para seduzir, adormecer, arrulhar. (…) O bom orador pode não dizer absolutamente nada, mas tem de dizê-lo bem…” (PEIXE NA ÁGUA – memórias– CIA DAS LETRAS, SP, 1993, fl. 173)

Meu amigo, você, eu e a torcida do Bahia podemos até nos enganar. E nos enganamos! Mas, não porque não saibamos a regra do jogo. E qual é essa regrinha, como diria a sempre gostosa (irônica) Tereza Cristina (veja POR QUE O TJ DEVE REVER A DECISÃO)? Esta, filho: carne e osso. Cálculo. Desejo.  Disso é que somos feitos. Não de papel! Daí a importância de um ou outro valor (princípio), que, sejamos honestos, a esquerda louca por poder e moeda nunca demonstrou. Vale a pergunta: existe uma que, humanamente, não seja tão louca por dinheiro e poder? Existe. Mas, não é sempre que se encontra Freis Betos, Eduardos Giannettis, etc, nesse campo, getne capaz de diálogo, boa-fé, real interesse público, respeito pela competência e/ou consciência alheia, nojo de bijuteria ideológica barata e gosto por eficiência, moralidade e alternância no poder. O normal é ser repetitivo e vocacionado para privatizar (tomar para si) e martelar o que cada público quer ouvir, como cabe ao populismo.  Aliás:

…  Lembremos que pouca gente da “esquerda” discursa contra a alma farrista (e formadora de patrimônio) do Estado Brasileiro. E menos ainda contra carrões!

O ZIGUE ZAGUE DOS NÚMEROS

Não lhe parece curioso, leitor? Outra coisa que não dá pra conceber é socialista que não sonha com educação pública do nível da dos colégios militares. Até entendo, já que educação de qualidade com economia de verdade (mercado) sempre será um puta golpe contra pobreza, inanição mental e populistas. Mas, aceitar … Por falar em militar,  qual dos dois você preferiria, leitor: o PM que recusou 1 milhão pra liberar o tirano popular (http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2011/11/tenente-que-recusou-r-1-milhao-para-liberar-nem-disse-nao-ser-heroi.html) ou aquele que enriqueceu à frente de ongs, em Brasília (veja O ESPORTE MAIS POPULAR DO BRASIL / MULTIUSO11)? Pense bem porque o do DF era (ou é) um “socialista”, viu?  Tanto quanto, aliás, os ministros a quem serviu (http://www.istoe.com.br/reportagens/172411_O+ESQUEMA+DE+AGNELO

http://www.istoe.com.br/reportagens/176237_UMA+ONG+DA+SAUDE+NO+ESQUEMA

+DE+AGNELO?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage) ou Palocci, Delúbio, Dirceu… E vem a pergunta: meu deus, o que levou o “nosso” Sindjufe, uma entidade de esquerda (a favor do povo!), democrática, não partidária (veja O SISTEMA É BRUTO… – parte 2 e O SISTEMA É BRUTO, MAS FALHO – parte 3) e visceralmente anticorrupção, a,  sequer, examinar a possibilidade jurídica de aplicar um cartão vermelho a Lula, quando estourou o seu mensalão?

Lula, você sabe, né?  Quando não soube explicar a origem do dinheiro com que comprou o cobertura de quase 200m em que voltou a morar, meteu uma queixa-crime contra um jornalista de O Estadão (jornalista de esquerda, aliás). E, certamente para evitar que a “mentira” se espalhasse, tratou de vetar a participação daquele jornalista (e até então seu eleitor natural) na edição do Rodaviva que o entrevistaria. Lembrete: a compra do cobertura se deu durante a caminhada do candidato do povo à presidência (veja VOCÊ JÁ VIU ESSE FILME? – parte 2).

Tudo bem que o nosso sindicato também perdeu a importante oportunidade de incluir, no inquérito que apura um pequeno desvio de RS600mil (veja DESVIO NO SINDJUFE É DE BEM MAIS DE MEIO MILHÃO!), os mais de 70 meses de contribuição que, surpreendentemente,  ele deixou de receber dos associados do TRE (segundo a fl. 06 da AUDITORIA). E sem sequer notar! Ou, pelo menos, falar. Explicando: a contribuição daqueles associados é de mais de R$43 mil/mês e, que se saiba, não houve desfiliação. Ou seja: eles pagaram, mas o din-din não foi para o Sindjufe… (veja FERVIDOS E MAL PAGOS?, ELE ESTÁ SÓ. E SEM O QUE FALAR!, LÁ e CÁ. MAS FALTA UM LÁ, m…NO VENTILADOR? e NADA MAIS DO QUE A VERDADE?). Não esqueçamos que nada disso mereceu sequer uma “moção de repúdio” como a que você pode ver em É NA PRESSÃO ou ME ENGANARAM?, leitor! Quer dizer, houve e forte, mas CONTRA este editor (veja  O QUE É ISSO, COMPANHEIRO?)

E agora fala-se até em “impeachment de Dilma”? “SERRI, GENTE”! Não lhe parece um interesse público meio exagerado, leitor? E ainda tem na Oposição quem o acompanhe, viu? A mesma oposição, aliás, que nada falou nem quando se estuprou o estatuto da entidade com a nem sempre válida LEI DO SILÊNCIO (veja A PULGA, O BURRO e AS NORMAS (edição especial)).  E não é que, apesar dessa lei,  já se falou (meio apressadamente, segundo a ANAMATRA: http://ww1.anamatra.org.br/) até que Dinheiro público ajuda a pagar jogos de 320 juízes em resorts em PE (http://www.sindjufeba.org.br/Noticias.aspx?id=2330&ct=site?  Ô, companheiro, tanta coisa em casa pra gente resolver! Por que não gastamos essa energia jurídica e política com aquele inquérito? Aliás, aquele “revoltado” de m…NO VENTILADOR? já depôs?  Será que ele não contribuiria muito par a elucidação do caso? Veja-se que o endereço de e-mail dele é de dentro do Sindjufe

De qualquer forma, ainda bem que Dilma, com quem nem o chefe do supremo conseguia falar, segundo http://sindjufeba.org.br/Noticias.aspx?id=2433, já aceitou receber um de nós, né?

Acorda Oposição. Tudo pode dar certo!

Esse post foi publicado em e-mail sindjufe, machadodeachismo. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s