GUIA POLITICAMENTE INCORRETO DA FILOSOFIA (o livro. Ou quase)

17ago. FRASE DE ONTEM (TRE)

 Não vamos confundir o tratamento que estamos recebendo do TRE com o que recebemos do TRT, galera

Mais ou menos com essas palavras, falou um dos líderes do novo Sindjufe, solicitando que o ato de greve a ser praticado no Pleno daquele tribunal se desse com o máximo de silêncio e respeito possível (até os celulares desligamos). Infelizmente, não foi possível a entrada, mas essas solicitações demonstram avanço, né, leitor? Não parece o fim das bravatas? Ora, não faz muito, ouvia-se pelas  “assembleias” (TRT/Comércio) que “…de bumbum de bebê e cabeça de juiz…”. Conhece-se o ditado, né? Isso em microfone… QUANTA DIFERENÇA!, hem? Só que, agora, ninguém vê os valentes…

Mais uma paginazinha de Paulo Francis (sobre imperialismos, escritores, esquerdismo, oportunismo…):

(DIÁRIO DA CORTE, Três Estrela, Sp, 2012, fl. 34)

Mais Paulo Francis em  MULTIUSO15, POR QUE VIREI À DIREITA, O BLOCO DOS DESCARADOS, SEM MEDO DE SER FELIZ

16ago. “ABAIXO O DESRESPEITO”

greve, muita gente conhecida nesta foto(IMAGEM MODIFICADA A MANDO LIMINAR DA JUSTIÇA. Volto a frisar que a imagem é proveniente da própria imprensa sindical, então comandada pelos  dirigentes derrotados em maio/12))

Muita gente conhecida nessa foto, né, leitor? A fonte é o Informativo Sindjufe de 03nov11. Mudou, né? Os colegas do TRE e JF têm vindo em grande número, e tenho acompanhado a passagem deles e da nova diretoria do Sindjufe-ba pelo TRT/ Comércio (http://www.sindjufeba.org.br/Noticias.aspx?id=3732). Dói. A galera fala, explica, convoca, repete…Diz que “SEM PCS, SEM ELEIÇÃO”… Isso, de setor em setor. Diz até que tá tentando retribuir (ao mestre, e com carinho!) a lição aprendida tempos atrás… E nada! Às vezes, nem o olho do processo o colega tira. É quase um desrespeito, né? Compreende-se. Veja:

http://www.facebook.com/?ref=tn_tnmn#!/groups/199017443445088/  (Facebook, TRT5)

E o pior é que, apesar de tanta história de o sol não se por (pelo menos nas antigas varas trabalhistas antigas), a tesoura no ponto parece salivando… Não no de todo mundo, né? “Cadê Vocêê?” Não sei por que mas me deu na cabeça agora o velho Oldair (José):

odair josé(A IMAGEM OFICIAL FOI RETIRADA A MANDO LIMINAR DA JUSTIÇA. Volto a frisar que ela era proveniente da própria imprensa sindical)

Cadê Vocêê? Que nunca mais apareceu aqui…”  (http://www.youtube.com/watch?v=OytHSs779-s)?

Será que a greve deixou de ser “um instrumento de luta para alcançar direitos”, meu deus? Tá vendo por que o texto GUIA POLITICAMENTE INCORRETO (abaixo) fez tanto sucesso, leitor? Só ontem foram 276 visitas. E do Facebook só 03, viu? Quer ver quantas vieram de lá, nos últimos 30 dias?

God save the Google and Bing, too!  E não nos desampare… Aliás, gostei da brincadeira com o ex-presidente:

Visitas de ontem:

15ago. OBRIGADO, ENEIDA

15ago. SUPREMO INSULTO

Assim teria falado o Ministro Dias Toffoli, referindo-se ao jornalista Noblat…:

http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2012/08/11/dias-toffoli-ministro-do-stf-me-agride-com-palavroes-baixarias-459803.asp

15ago. IMPERDÍVEL

Revista VEJA (ed. 2280, 01ago12: http://veja.abril.com.br/acervodigital/home.aspx). Dê uma olhadinha em VOCÊ JÁ VIU ESSE FILME?  e VOCÊ JÁ VIU ESSE FILME? – parte 2, sobre o livro JÁ VI ESSE FILME, de Luiz Maklouf. PARTIDO DA CLEPTOMANIA DO BRASIL também é uma boa.

……………………GUIA POLITICAMENTE INCORRETO DA FILOSOFIA (o livro. Ou quase)

Findos os jogos britânicos, voltemos aos nossos jogos reais. Brincadeirinha: lembra daquela escola suíça (veja MULTIUSO14), leitor? Seria ela para todos e todas? Seguindo, aliás, esse raciocínio, assim como existe Pre-vestibular para NEGROS e NEGRAS, não deveria ter havido, também, uma cúpula DOS POVOS e das POVAS?

Já A humanidade deve permanecer A humanidade, mesmo, né?  Pioraria muito se adotássemos O Humanidade… Bem, leitor, do livro “POR UMA VIDA MELHOR”, você lembra, né (veja BECHARA, GEYSI E O LIVRO “POR UMA VIDA MELHOR”, INSENSATO CORAÇÃO…)? Tá lembrado que “nóis pega o peixe” e “pobrema” são (ou eram) tão lindos quanto nós pegamos… e problemas? Democrático, né? Lindo, né? Claro que forma também é conteúdo, como dizia o nada politicamente correto Glauber Rocha (veja frase aí ao lado), mas entremos logo no que diz o pós-doutor Luiz Felipe Pondé, em GUIA POLITICAMENTE INCORRETO DA FILOSOFIA (Leya, SP, 2012):

“…Não apenas as universidades, mas também a mídia é povoada por pessoas que afirmam o que a maioria quer ouvir, porque isso garante adesões e reduz riscos de confronto (…) Basta analisarmos grande parte do que se fala na academia e na mídia para perceber o quanto se repete o mesmo papinho ‘do bem’ que está longe de descrever a realidade (…) a mídia muitas vezes parece uma reunião de centro acadêmico de ciências sociais na forma de simplificar o mundo ao nível de uma menina de 12 anos…” (fl.100)

Uummm! Já notou que o bicho pega, leitor?  Afinal, o que é o Politicamente Correto? É o velho e bom cuidado de consertar o mundo no discurso. Tudo o que nele é feio e deve ficar bonito (e é apenas esta a crítica que o autor faz aos bem-intencionados!). Já aos não tão bem intencionados, assim… Ah, como me lembro de uns politicamente corretos, inclusive, uns sob quem trabalhei, leitor! Vixe, como divergiam do que falavam!  Não que sejam muito diferentes dos Politicamente Incorretos. Mas, dos “corretos”, sempre se espera mais, né? Por exemplo: que sã consciência imaginaria, um dia, um petista sob julgamento de Mensalão? Não, leitor. Desculpe, mas se alguém se enganou aí, foi a realidade, não o discurso. Um discurso daquele, a mais importante e verídica DEFESA DA ÉTICA E DA LIBERDADE, INCLUSIVE DE EXPRESSÃO já feita entre nós, não se enganaria, jamais!  A não ser que …  Tudo não passasse de mera mentira moral, como diz o autor na fl. 18, em que não creio.  Mas, como mais uma vez se trata de uma obra anti-hipocrisia (veja POR QUE VIREI À DIREITA (o livro. Ou quase)), vejamos o que se diz na fl. 139:

“…dizer coisas como todo índio é legal, pobre é sempre gente boa, gay é sempre honesto, ‘eu não gosto de dinheiro’, quando na realidade todo mundo tem a sua dose de miséria, além de vaidade barata, simplifica (…) a natureza humana, nos impedindo de pensar em nós mesmos de modo adulto (…) Fingindo ser contra o mundo do mercado e do dinheiro, o politicamente correto é um dos seus produtos mais vagabundos em termos de qualidade…”

Vixe! Doeu? É um livro como qualquer casal na intimidade: tem vontade de trazer o mundo de volta à realidade que um certo linguajar de esquerda cobriu. Mas, lembremos que, embora o cabra-da-peste pernambucano tenha dito que a tal “praga PC” é uma …mistura de covardia, informação falsa e preocupação com a imagem...” (fl.27), ele também reconheceu que

 “...O politicamente correto (…) se caracterizará por ser um movimento que busca moldar comportamentos, hábitos, gestos e linguagem para gerar a inclusão social desses grupos [de excluídos] e, por tabela, combater comportamentos, hábitos, gestos e linguagem que indiquem uma recusa dessa inclusão...” (fl.31)

 Então a ideia era boa, nera? Era. O problema é que… (fl.32)

 “…o problema com o politicamente correto é que ele acabou por criar uma agenda de mentiras intelectuais (filosóficas, históricas, psicológicas, antropológicas, etc) a serviço do ‘bem’, gerando censura e perseguições nas universidades e na mídia para aqueles que ousam pôr em dúvida suas mentiras do bem…”

Huuummm….! Ih, leitor, aqui vou ter de convidá-lo a mais uma esticadinha a GRILAGEM x APAGÃO MORAL, MADE IN URUGUAI, A ERA LULA- parte 1, O ZIGUE-ZAGUE DAS PALAVRAS, O SISTEMA É BRUTO. MAS FALHO – parte 1, O SISTEMA É BRUTO… – parte 2, O SISTEMA É BRUTO, MAS FALHO – parte 3, EM DEFESA DE KLEBER SALAZAR, TUDO PODE DAR CERTO?, LA VIDA POR LA IZQUIERDA E O ADVOGADO DO EX-MINISTRO ORLANDO SILVA, FALSO BRILHANTE ou FINA ESTAMPA?, A PULGA, O BURRO e AS NORMAS …). Não que haja nesses, digamos, artigos  algo a se destacar ou a esse livro se comparar… Mas, olha pra isso:

“…o politicamente correto é uma forma de marketing político e ético (…) O novo hipócrita social pensa que não esconde nenhum monstro dentro de si (…) pensa em si mesmo como um anjo que, por conta do domínio dos malvados, (os “outros…”), não consegue viver  o bem que carrega dentro de si. Esse idiota usa a política para esconder o mal em si mesmo…” (fl.145)?

Êta! hipócrita social“? Ai, ai, ai, ai… Agora, pensando bem, não sei se concordo muito com o autor, não, leitor… Idiota”? Kkkkkkk.. Bem, demos uma rezinha à fl. 144, inclusive para (desnecessariamente) deixar claro que o autor também nada de idiota tem:

“…negar que a hipocrisia seja a matéria pura da moral social é parte da mentira do politicamente correto. Mas não devemos compreender a praga PC aqui apenas como compreendem aqueles que querem reduzir a crítica ao politicamente correto ao ‘direito’ de contar piadas de negros e gays (piadas assim nada mais são do que falta de educação doméstica). Aliás, tentar essa redução é simples mau-caratismo, porque a crítica ao politicamente correto é, no fundo, uma crítica filosófica (…) à tentativa de negarmos os demônios da alma…

Ficou claro, leitor? Notou que se trata de um moralista? Calma, entenda: “…’moralista’ em filosofia não é alguém que gosta de ‘dar regras’ para os outros, mas sim um filósofo especialista em expor as fraquezas da natureza humana…” (fl.139). Logo, alguém fora do padrão, né? Veja:

“…a maioria tende à covardia e à fraqueza. Desculpar a falta de força de caráter da maioria se transformou em fato comum numa certa filosofia ‘revolucionária’ depois da ‘politização’ da ética na esteira de Rousseau e Marx- ou da ideologização de tudo, como quando se culpa o capitalismo por tudo de mau no mundo. Basicamente, o mundo sempre foi mau e continuará a ser, porque ele é fruto do comportamento humano, que parece ter certos pressupostos naturais…” (fl.39)

Que tal dar uma olhadinha nas demais frases aí ao lado, leitor? Lá, você vai confirmar que:

  •   “…O politicamente correto é um caso clássico de censura à liberdade de pensamento, por isso mesmo, sob ele, o pensamento público fica pobre e repetitivo, por isso medíocre e covarde (…) os regimes  marxistas, assim como os fascistas de direita (os marxistas são os fascistas de esquerda) reduziram o pensamento  e a vida das pessoas ao nível de um formigueiro…” (fl.50)
  •  “…o indivíduo verdadeiro sofre a perseguição mais descarada porque ele, sim, vive a dureza de ter uma personalidade ativa e, por isso mesmo, acaba sendo um cético com relação às promessas de autonomia das massas…” (fl.54)
  • “…ninguém é capaz de tanto amor; amamos, quando muito, nossos familiares (e olhe lá) e umas duas ou três pessoas mais (fl.196)

Bem, leitor… Você deve estar lembrado de que o interesse público não existe na natureza, né (veja FIONA WALKER/ MULTIUSO8). “Na natureza” quer dizer: da boca para fora. Para que exista da boca para dentro, o Politicamente (Correto ou Incorreto) terá de ter dentro de si certos VALORES que a própria condição de esquerda  eliminou, chamando-os de PEQUENO-BURGUESES. Rápidos exemplos: sinceridade, tolerância…(veja SÓ O ATO SALVA e só o ético pode orar, ELOGIO DA SERENIDADE E OUTROS ESCRITOS MORAIS, ÁGUIA OU GALINHA?, CONSELHO DE ÉTICA, ÉTICA NÃO É IDEOLOGIA, DEUS É FIEL?, AH, SE EU SOUBESSE…). Hà mais trechos desse livro em GUIA POLITICAMENTE INCORRETO DA FILOSOFIA (degustação), viu?

Veja, também:

PAULA x TAIS

NADA É TUDO

TEMPERATURA MÁXIMA!!

ILUSÕES PERDIDAS

FALSIDADE IDEOLÓGICA?

“SERRI, GENTE”

 O QUE É ISSO, COMPANHEIRO?

VIVA A CORRUPÇÃO!

AMORAL DA HISTÓRIA

O HOMEM QUE FALAVA DEMAIS

 SEM MEDO DE SER FELIZ

Anúncios
Esse post foi publicado em machadodeachismo, resenha. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s