EM DEFESA DE JOSÉ DIRCEU!

13nov:

“…NÃO NOS INRTERESSA, MINISTRO, DE ONDE V. EXA. VEIO… http://tvuol.uol.com.br/assistir.htm?&tagIds=546155&time=all&orderBy=mais-recentes&edFilter=editorial&video=calculo-de-pena-para-dirceu-no-mensalao-tem-bateboca-no-stf-04020C183760DCA13326

12nov. MAIS UMA DA “REACIONÁRIA” VEJA

É uma revistinha bem de direita, né, leitor. Deve ser por isso que não saiu nada sobre possível envio de brasileiros para gigantes como a Coreia do Norte. Fui (o negócio aqui anda meio abandonado, mas a tendência é o Sandy passar)!

…………………………………………………………………….EM DEFESA DE JOSÉ DIRCEU!

Este texto é uma DEFESA DA ÉTICA E DA LIBERDADE, INCLUSIVE DE EXPRESSÃO, leitor, e isso aí acima não passa de mais uma picuinha da “imprensa burguesa”. Lembra do que falavam de Collor, um homem que ia”devolver a diginidade a este país” [Mário Sérgio Conti; NOTÍCIAS DO PLANALTO- A IMPRENSA E FERNANDO COLLOR, Companhia das Letras, SP, 1999, fl. 277]? Até hoje se fala dele e do seu impeachment, né?Apesar da sua inocência reconhecida tanto pelo STF, quanto até por um sôfrego Lula. Veja-se que até o mundo Globo, que dele fez o que qualquer Imprensa Sindjufe antiga faria do seu candidato, continua a relembrar:

“…Tudo começou em 1989, quando o Brasil realizou a primeira eleição direta após três décadas. Durante a campanha eleitoral para a escolha do primeiro presidente eleito pelo voto popular após a ditadura, Collor se apresentou como “caçador de marajás…”.

http://g1.globo.com/politica/noticia/2012/09/impeachment-de-collor-faz-20-anos-relembre-fatos-que-levaram-queda.html.

É muita falta de controle ou não, leitor (veja mais em DESCANSANDO, SEM MEDO DE SER FELIZ, POLÍTICA COM VATAPÁ…)?  O pior é que, embora de boa-fé e só querendo o bem do Brasil, até gente como Zé (e o próprio PT) acabaram em ofensas ao futuro companheiro, envenenados por essa erva daninha, a imprensa. Ah, danada! Que poder de enganar, hein? Veja que, segundo o mesmo Conti, a frase “… José Dirceu aceitou fazer o favor à revista…” (em EM DEFESA DE KLEBER SALAZAR) demonstra bem a face corruptora desse poder. Que “favor”? Que “revista”? Ah, “imprensa bandida”, como talvez tenha dito recentemente o imparcial Luiz Nassif.

Não duvide, leitor: todo o mal está na mídia burguesa, que, entre o Cidadão e o Estado, nada vê além de massa de manobra e interesse. Parece Partido, né? Tudo bem que isso seja humano, mas tudo tem limite, como já ensinou o próprio Sindjufe: http://www.sindjufeba.org.br/JuridicoNoticias.aspx?id=1090.  Até por ser, de fato, um Poder (o Quarto, como se diz no capitalismo, talvez querendo-se dizer alcova), a tal imprensa não pode substituir fato por versão (lembra de BLEFE, RETRATO DE UMA FRAUDE …) como sempre fez! Quem não lembra do motorista Eriberto (veja PARABÉNS, VEJA 2 ) e de O CASO BANCOOP, por exemplo? Jesuis, até em Maluf essa erva daninha já bateu (e ainda bate; basta ver O BLOCO DOS DESCARADOS), apesar do seu novo e incontestável atestado ético! Onde vai-se parar? Como não se defender um controle democrático para esse negócio (veja mais em A ERA LULA- parte 1, O  PLIN-PLIN E A VERDADE!, O MUNDO IRREAL DE AMANDA GURGEL, O POVO NÃO É
BOBO, ABAIXO…
, MULTIUSO8…)?  Ora, leitor, por que será que essa praga chamada jornalista (não aquele!), imprensa e até escritores… só existiu no capitalismo?

A propósito, lembremos que não foi por outra razão que o Portal Vermelho (“a esquerda bem informada“) radicalizou: “deu na Veja, desconfie” (EM DEFESA DE KLEBER SALAZAR, MULTIUSO14)… Ora, leitor, seria razoável acreditar que um condenado (pelo mais alto COLÉGIO de juízes do país) chamasse de “farsa” um processo com tantos volumes e tanta defesa (veja A JUSTIÇA DEPOIS DO MENSALÃO- MINISTRA ELIANA CALMON, A VERDADE PUNIDA (e aí, Ministro LEWANDOWSKI?)…)? Claro que não! Que QUEIXO DURO, meu deus! Essa mídia chega a dizer, até, que o ex-deputado – esquecido pelo partido, mas absolvido– reconheceu a lisura do STF:

Folha – Como o senhor viu a decisão do STF?
João MagnoHoje tiro toneladas das minhas costas e da minha família. Esse processo prejudicou a minha vida e da minha família. Mas agora ficou resolvido pela Justiça. Esse  período de sete anos me trouxe privações…http://www1.folha.uol.com.br/poder/1174125-ex-deputado-joao-magno-diz-que-e-vitima-de-preconceito-por-causa-do-mensalao.shtml.

Ta vendo o que é picuinha, leitor? Ora, se um membro do partido de disse o que a “imprensa” disse que ele disse, como teria dito o contrário? Você entendeu por que nós democráticos e de esquerda não gostamos da mídia burguesa, leitor? E por que gostamos da mantida pelo Estado (ou partido)? Porque ela não mente. Ora, você tá lembrado que até a própria “direita” censura a sua “imprensa” (veja NADA É TUDO, TUDO PODE DAR CERTO?, PARABÉNS, VEJA!, AMORAL DA HISTÓRIA…)?

Sim, leitor: O SISTEMA É BRUTOSEMPRE FOI, ainda que falho. E é por isso que fazemos uma humana defesa de José Dirceu (e dos demais atacados até pela ampla maioria do STF). Não me tome por um louco contraditório, leitor. É que a vida é bem mais contraditória do que parece. Veja o que diz o Professor Roberto Romano (http://pt.wikipedia.org/wiki/Roberto_Romano), entrevistado em http://portalimprensa.uol.com.br/revista_imprensa/conteudo-extra/45931/ze+dirceu+fazia+elogios+rasgadissimos+a+revista+veja+recorda+roberto+romano. Trechos:

“..O Sr. acha que a imprensa comete muitos abusos?
De fato, existem abusos na imprensa. De ordem econômica, ordem jurídica e social. Duas pequenas palavras elucidam o que estou pensando: Escola Base. O caso do Ibsen Pinheiro também. É preciso ter muita prudência. Em primeiro lugar, temos que rediscutir a Lei de Imprensa. Você tem problemas que precisam ser definidos por um estatuto da imprensa, que defina bastante claramente as responsabilidades da imprensa diante
do público e a responsabilidade da imprensa em relação às pessoas públicas
também. Aí você não fica nessas quizumbas todas de calúnia, injúria, difamação, processo para lá, processo para cá, e num cipoal de leis e regras que no final prejudicam mais ainda a imprensa do que determinam suas responsabilidades. Basta você abrir os jornais hoje, e ver como eles usam a expressão “suposto”, é a técnica para escapar do processo de calúnia e difamação. Esse suposto está me irritando cada vez mais…

Até que ponto Lula foi prejudicial para a discussão da liberdade de imprensa no Brasil?
Ele prejudicou esta discussão com o personalismo da sua atuação. Ele é um líder personalista desde a época que era comandante das greves do ABC, inclusive ele ajudou a suscitar e espalhar dentro do movimento operário
esta ideia de que qualquer crítica a ele era uma tentativa de ameaçá-lo e
tirá-lo do jogo político. Tudo que cheirava à longa distância algo que pudesse
prejudicá-lo, e não ao seu governo, à sociedade, ao Estado, ele usava toda sua retórica, não raro injusta e não raro grosseira. Pois ninguém pode esquecer, salvo aqueles jornalistas que no meu entender não são lá muito dignos desse título, as grosserias que ele cometeu em comícios, como dizer: “Eu emprenhei a minha galega, porque pernambucano macho não deixa por menos”. Isso não é coisa de estadista, não é coisa de esquerda, isso é coisa de uma pessoa que é egolátrica e egocêntrica. Agora, isso é um defeito que muitos poderosos têm e que não toldou o brilho de muitas medidas que ele tomou. Nesse caso, da transparência, que é um dos problemas mais sérios de um país que saiu de duas ditaduras violentas e censórias no século XX, ele perdeu uma oportunidade histórica de agir como um estadista…

O projeto de regulação da mídia nascido no governo Lula foi “engavetado” por Dilma no início de seu mandato. A seu ver, quem trabalha nos bastidores pelo projeto? Lula ainda tem influência? Como o Sr. enxergou a atitude de  Dilma?

Nesse episódio, o peso maior está nessa militância autoritária do PT e no Franklin Martins, e menos no Lula. Pelo o que eu acompanhei, isso nasceu no cérebro e no ninho do Zé Dirceu. Para mim, isso está muito evidente. Em seminários, antigamente, eu anotava tudo o que as pessoas falam. Em certa ocasião, na época do impeachment do Collor, fizemos um seminário no [IFCH – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, da Unicamp], com a presença do Zé Dirceu. Eu anotei elogios rasgadíssimos do senhor José Dirceu à revista Veja. Quer dizer, a partir do momento que não serviu mais, que ele chegou à chefia da Casa Civil e passou a ter problemas, aí ele começou a campanha contra a imprensa e contra o Ministério Público. Quando ele foi cassado, aí a coisa piorou. Mas, as iniciativas propostas por ele não prosperaram, porque ficou muito evidente o tom ressentido e autoritário do projeto. O Franklin Martins deu uma forma lógica mais palatável, apesar de todo ressentimento que ainda está presente lá. Nesse caso, o Lula está mais para aquele que queria sancionar uma coisa que não estava bem no seu horizonte, do que propriamente sancionar. No caso da Dilma, por enquanto, você não tem nenhum dado que a leve a ter uma atitude contrária à imprensa e ao ministério público. Eu não tenderia a focalizar a responsabilidade
no Lula, eu colocaria mais nesse tipo de militância, que é um pouco avessa ao contraditório…

Então o Sr. vê a influência do Zé Dirceu por trás desse projeto de forma muito clara…
O seu grupo é uma força hegemônica dentro do PT, inclusive com muita força dentro do governo e dentro da sociedade. Não desconsidero a
capacidade de liderança, a inteligência do Zé Dirceu para os assuntos públicos. Eu não estou negando isso não. Eu o conheço desde 1967, é uma pessoa brilhante, não é um energúmeno qualquer…

Veja também:

MULTIUSO 13

MULTIUSO14

CONTRA UM MUNDO MELHOR

GUIA POLITICAMENTE INCORRETO DA FILOSOFIA (o livro. Ou quase)

POR QUE VIREI À DIREITA (o livro. Ou quase)

VOCÊ JÁ VIU ESSE FILME? – parte 2

1994, IDÉIAS PARA UMA ALTERNATIVA DE ESQUERDA… (o livro)

LULA LÁ, GULLAR, ALDO REBELO… (e Marcos Valério). PARABÉNS, VEJA!

Anúncios
Esse post foi publicado em machadodeachismo. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s