O DIA EM QUE A CARTA CAPITAL DEU UMA DE VEJA

capilé, cadê o amarildo

Antes da Carta, leitor, vamos dar uma olhadinha neste editorial:

Veja, Editorial 21ago13Veja, Editorial 21ago13 -2

Da Veja, né? Êta revistinha “reacionária” e “de direita”, meu deus! Tão de direita que, agora, tá inventando, até, que Valdomiro (Diniz, lembra?) estaria pelejando pela África:

valdomiro, Vejja 21ago13

Quanta maldade, hein, leitor? Quanto POLITICAMENTE INCORRETO! Veja-se, aliás, mais esta, antes da Carta Capital:

Fantasmas, veja 21ago13, ag~encia d epublicidade

Você acredita nisso, leitor? Claro que não! Veja:

Fantasmas, Veja 21ago13 UMFantasmas, Veja 21ago13 - DOIS

Fantasmas PROFISSIONAIS, Veja 21ago13

Se ligue, leitor:

Fantasma, ARMAÇÃO, Veja 3

fantasma, armação 2, MAIOR

fantasma, armação, ATLANTAfantasma, armação, ATLANTA, continua

Quanta criatividade, hein?  É essa galera que fala em “regulação da mídia”, né (GRILAGEM x APAGÃO MORAL, A ERA LULA- parte 1, RETRATO DE UMA FRAUDE, EM DEFESA DE JOSÉ DIRCEU!…)? Blz… Continuemos:

fantasma, empresário e governador Agnelofantasmas profissionais, Agnelo...

“Armação”?

fantasmas profissionais, A PROFESSORA MÁRCIA fantasmas profissionais, PSEUDÔNIMOS

PUBLICITÁRIA de…?

fantasmas profissionais, CONTA PUBLICITÁRIA

Interessante, né, leitor? Só que eu não acredito em nada disso. Vamos para a Carta Capital?

carta capital, fora do eixoCC: Além da bilheteria e dos editais, há diversas pessoas que tiveram os bens apropriados pelo Fora do Eixo. Segundo ex-integrantes, o uso do cartão de crédito e a apropriação de bens como computadores ou automóveis são práticas usuais. Isso é uma prática sistemática da organização e apoiada por vocês?
FdE: Não, isso não é uma prática nossa. Muito nos impressiona que todas as perguntas e questionamentos que têm chegado não exploram a nossa forma de se organizar, mas buscam enquadrá-la e criminalizá-la como se fosse um modelo convencional de empresa. Primeiro, como é um processo coletivo, esta pessoa que chega já tem acesso a uma série de coisas que já existem. A destinação de capilé, cadê o amarildoseus bens para o uso do processo é um ato livre. Se você tem um carro e vem para uma casa (…) É importante ficar claro, o Fora do Eixo trabalha com a perspectiva de propriedade coletiva e compartilhada, com definições claras para o acesso pessoal ….

http://www.cartacapital.com.br/sociedade/fora-do-eixo-6321.html

REINALDO, FORA DO EIXO“…Solicitaram um cartão de crédito que eu tinha em conjunto com meus pais para comprar passagens. Como a confiança era total, fui induzido a compartilhar a senha. Em um mês e meio gastaram 21 mil reais no meu cartão. Compraram um Macbook Pro novo para o Capilé, o que só soube quando a fatura chegou…”

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/carta-capital-x-fora-do-eixo-3-a-estupefaciente-entrevista-do-fora-do-eixo-ele-explica-como-e-por-que-se-apropria-dos-bens-de-seus-internos/

folha, fora do eixohttp://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/124596-fora-do-eixo-deixou-rastro-de-calotes-na-origem-em-cuiaba.shtml.

Direita!

Veja, também: O POVO NÃO É BOBO, ABAIXO…, PARABÉNS, VEJA!, AMORAL DA HISTÓRIA, PARABÉNS, VEJA 2“SAIMOS DO FACEBOOK”, BRASIL NERVOSO, “ACORDA BRASIL”MÍDIA NINJA, AMOR À VIDA

Esse post foi publicado em machadodeachismo, resenha. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s