O PT DO PODER

antes da matéria - CópiaUM BRASIL EM DESMANCHE (J. R Guzzo)Veja, capa MOro, DEZ 2015

Este brutal texto está na Veja de 30dez15. Se você, leitor, é petista ou simpatizante precisa, urgentemente, contestá-lo. Trechos:

“… Este (2015) foi o ano em que o Brasil Velho teve finalmente um duelo para valer com o século XXI. Todos estão cansados de saber que país é este. É o Brasil que desde a sua independência, 200 anos atrás, está aí para proteger, servir e enriquecer a minoria dos que dão ordens nos governos, os seus amigos e os que pagam para estar de bem com os que mandam.  É o Brasil da corrupção como método de governo e objetivo da vida pública ─ um condomínio gerido por gangues políticas cujo único propósito é controlar a máquina do Estado. Não há ideias nesse Brasil; só há interesses. O primeiro mandamento do político “competente”, ou “do ramo”, é aplicar as melhores técnicas para enganar um eleitorado em grande parte ignorante, pobre, indiferente a seus direitos e desinteressado de questões públicas. Aqui, os donos das decisões tratam como um absurdo o princípio pelo qual a lei veja, 19ago15, A REPÚBLCIA DO PIXULECO, galera rindodeve ser igual para todos. Estão convencidos de que o fato de ganhar eleições, em geral através da prática de estelionato aberto em suas campanhas milionárias, lhes dá o direito de fazer o que bem entendem com o aparelho da administração pública. O Brasil Velho, em suma, é o Brasil em guerra permanente com o progresso, a mudança e o bem-estar da maioria.

Em 2015, o Brasil Velho perdeu. Não vai desaparecer assim de uma hora para outra, é claro, porque nada que resiste há dois séculos desaparece de uma hora para outra. Mas  (…) o futuro do Brasil Velho acabou. Ele é representado hoje, de corpo, alma e mente, pelo ex-presidente Lula, pelo Partido dos Trabalhadores e por essa trágica Dilma Rousseff com seu governo em decomposição ─ junto com os amigos, os magnatas que se tornaram companheiros e as quadrilhas que vivem de assaltar o Erário. Lula e todos os intendentes que estão em seu redor não perceberam o temporal que vinha se formando havia anos e desabou sobre eles em 2015 ─ escândalo após escândalo, fracasso após fracasso, flagrante após flagrante de mentira, fraude e incompetência para governar. Acharam que seu problema estava nos outros: na “mídia” que publica notícias de corrupção, nos “pessimistas” que registram o naufrágio econômico do país, na “oposição”, na cAROS aMIgOS, Marilena, capaJustiça que investiga a roubalheira, nos que simplesmente discordam. Com sua casa caindo, jamais pensaram que pudessem ter errado em alguma coisa.

Imaginaram-se ameaçados por um “golpe”. Convenceram a si próprios de que as maiores manifestações de rua que o Brasil já viveu eram um capricho das “elites”, coisa de “terraço gourmet”, e outras assombrosas bobagens do mesmo tipo. Comandaram, diretamente ou através da sua usina de propaganda nos meios de comunicação, uma campanha a favor da corrupção como jamais se viu por aqui e provavelmente em nenhum outro lugar do planeta. Trataram como vítimas empreiteiros de obras que são réus confessos no pagamento de propinas, e festejaram como heróis (“guerreiros do povo brasileiro”) criminosos condenados por corrupção. Continuaram acreditando, com fé religiosa, no Brasil dos privilégios, onde a polícia não prende e a Justiça não condena (…)

…O Brasil Velho  (…) não entendeu até agora qual foi o confronto real de 2015: o que pôs uma porção decielite branca contra o PT, Facebooksiva da sociedade brasileira contra as forças aqui descritas ─ o coletivo que se chama “oligarquia” e que foi absorvido, habitado e comandado por Lula e pelo PT em seus treze anos no governo (…) Não existe nessa turma toda um único preto ou pobre ─ é só elite, e dentro dela há uma alarmante coleção de cidadãos que faz anos convivem em intimidade com o ex-presidente Lula, sua família e sua vizinhança (…)

… O Brasil de hoje é o Brasil do trem-bala, da transposição das águas do São Francisco e da entrada na Opep, entre outras miragens. Aqui o cidadão chega à classe média ganhando um salário mínimo por mês. Os governos que juraram “defender a Petrobras” provaram ser os seus piores inimigos (…); só por conta do petrolão, segundo a última perícia criminal, ela foi roubada em mais de 40 bilhões de reais. O “momento mágico” da economia que Lula garantiu ter criado é o que se vê aí: 9 milhões de desempregados, inflação de 10%, juros de agiotagem, o caixa do governo na porta da vara de falências (…)

A mãe de todas as trapaças é o “resgate de 40 milhões” de brasileiros da pobreza, ou sabe-se lá quantos. Dezenas de países apresentam resultados melhores que os do Brasil no combate à miséria ─ com a vantagem de não terem caído, como aqui, numa recessão de 3,5% em 2015, e talvez outro tanto em 2016, o que tira dos pobres tudo aquilo que os governos Lula-Dilma disseram ter dado. Que progresso social é esse que faz com que as coisas andem para trás? O fato é que não transferiram “renda” nenhuma ─ apenas distribuíram dinheiro que não tinham e tomaram emprestado a juros extorsivos. O resultado é essa dívida pública monstro que hoje caminha para os 3 trilhões de reais e rende bilhões para a elite da elite, os “rentistas” com sobra no bolso para emprestar ao governo. Foram remunerados com cerca de pt, a cartilha500 bilhões de reais em juros pagos pelo Tesouro em 2015 ─ mais que o total de gastos com o Bolsa Família desde a sua criação. A aritmética é essa. Ela indica que Lula e Dilma fazem há treze anos seguidos o mais agressivo governo em favor da minoria já visto neste país; disfarçam isso com falatório de palanque, mas seu grande programa, na verdade, foi o “Concentra Brasil”.

http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/opiniao-2/j-r-guzzo-um-brasil-em-desmanche/

……………………………………O PT DO PODER

O PT DO PODER 1, sociólogo josé de souza martinsPode até ser. Mas o PT não só abrigou uma série de correntes da tradição de  partido único e  verdade ideológica comum a toda a esquerda e, além disso, é uma criação de gente como Lula e Dirceu… Gente que viu (como muita gente!) no papo “de esquerda” a grande oportunidade das suas vidas…

O PT DO PODER 2, sociólogo josé de souza martinsO PT DE VERDADESimples, assim:

O PT DO PODER 3, sociólogo josé de souza martinsO PT DO PODER 4, sociólogo josé de souza martinsO PT DO PODER 4, sociólogo josé de souza martinsO PT JÁ DEFENDEU ÉTICA, no-espelho-veja-21nov12-2Veja, 21nov12

O PT DO PODER 5, sociólogo josé de souza martins                     Você se lembra desse papo, leitor?

O PT DO PODER 6, sociólogo josé de souza martinsO PT DO PODER 7, sociólogo josé de souza martins Só que comeu, gostou e se lambuzou, como disse Jaques Wagner (http://www.agora.uol.com.br/brasil/2016/01/1725320-o-pt-se-lambuzou-diz-jaques-wagner-chefe-da-casa-civil.shtml). E isso, desde os sindicatos e as primeiras prefeituras, como as mortes de Celso Daniel e Toninho do PT denunciam…

O PT DO PODER 8, sociólogo josé de souza martinspablo escobar, poder dos comandantes na Ilha 5, escutepablo escobar, poder dos comandantes na Ilha 6, NÃO EXISTE NO MUNDOpablo escobar, poder dos comandantes na Ilha 7, NÃO EXISTE NO MUNDOO PT DO PODER 9, sociólogo josé de souza martinsO PT DO PODER 10, sociólogo josé de souza martins“…Houve a famosa noite em que Palocci (ex-ministro da Fazenda) e Márcio Thomaz Bastos (ex-ministro daGILBERTO CARVALHO, VEJA Justiça) foram aconselhá-lo a entrar em acordo com a oposição. Lula abriria mão da reeleição em troca do restante do mandato. Aquela noite foi muito difícil para todos nós. Outra noite trágica foi a do dólar na cueca (um petista foi preso com dinheiro dentro da cueca). Ao saber da história, o presidente botou as mãos na cabeça e falou: “Meu Deus, onde é que nós vamos parar?”. Era uma sucessão inacreditável de picaretagens. Para completar, além da crise política, a economia também apresentava problemas. O PIB não crescia…”

Veja SEM MEDO DE SER FELIZ

O PT DO PODER 11, sociólogo josé de souza martinsVeja, também, ÉTICA NÃO É IDEOLOGIA, O POVO NÃO É BOBO, ABAIXO…, O QUE É IDEOLOGIA!?, A REGRA DO JOGO, MULTIUSO 23, A VERDADE ESTÁ NA CARA, MAS NÃO SE IMPÕE (ARNALDO JABOR?), CRISTÓVÃO BUARQUE, A PERVERSÃO DA DEMOCRACIA E OUTRAS “MENTIRAS” DA “IMPRENSA BURGUESA”

Anúncios
Esse post foi publicado em machadodeachismo, resenha. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s