ESSA É BOA (muito boa)!

LIMINAR JUDICIAL05nov. CAPITAL DA RESISTÊNCIA II

Será? Eu não acredito. Mesmo porque essa informação é da Veja. Fui, galera. Tirei 20 dias de férias e não consegui mudar, é mole?

04nov. A ILHA DE ITAPARICA CONTINUA LINDA!

ilha-de-itaparicaNão resisti. Em certa ação por “danos morais” movida contra mim (veja-se POR QUE …DESISTIU? e PISTA FALSA – o Sindjufeba e os seus sete volumes de nada), alegou-se que este blog , perseguindo, deixaria alguém dodói… (e, por isso, esse alguém estivera meio retirado durante os embates da categoria pós-eleição). Alguém duvida?

E devia estar bem doentinho mesmo, COITADO, já que: (1) não apenas esse alguém abandonou a categoria que direta ou indiretamente presidiu enquanto esteve são, como (2) quase toda a sua galera ficou doentinha também. Ele até tentou voltar e até organizou uma manifestaçãozinha (veja PURA ENROLAÇÃO). Mas não deu. E, de novo, precisou se ausentar, embora não do trabalho. Nem mesmo durante a greve, talvez!

Agora, reaparece em família e bem, né? Glória a Deus, senhor! Achei até que se ia fazer uma importante avaliação sobre o possível sofrimento do sindicato sem a sua nobre presença ou sobre a surra do pequenininho DEM em Lula, Wagner, Pelegrino, Mário Kértsz e até na bem-avaliada Dilma… (veja SALVADOR TEM JEITO: CARA DE PAU PRA PREFEITO!) Mas, não: consciente e ambientalista, disse que, apesar de tudo, a ilha continua linda e maravilhosa. Quem duvida? A vida não é bela (“Alguns dos palácios que construí ainda estão sem teto; falta muito para que os céus possam  reconhecê-los. Mas, feitos para cobrir-se de ilusão, nuvens não faltarão que possam compreendê-los…“; veja PALÁCIOS)? Para os políticos, então…

……………………………………………………………………………..ESSA É BOA (muito boa)!

Galera, eu ia dar uma busca nos 02 livros que tava lendo antes do Sandy (furacão) no ap novo. Mas como isso aqui anda meio abandonado, dei uma busca na net, mesmo… Hummm! Olha que maravilha achei: de Ricardo Noblat, AS MAIORES MANCADAS DA ELIÇÃO 2012: Tem PSOL recebendo apoio de DEM e PSDB e renegando o de Lula; tem Lula apoiando ex-detento… Antes, porém, veja esta do mesmo Noblat (petistas, oh, petistas, onde estais que não respondes):

 “…Hoje, ao comentar a notícia de que o ex-publicitário Marcos Valério tentou negociar a delação premiada, Tatto (Jilmar Tatto, líder do PT na Câmara dos Deputados) disse:

Marcos Valério é uma pessoa desqualificada para falar sobre o julgamento do mensalão e não merece um mínimo de crédito.

E por que?

Porque já foi condenado e “provavelmente estará na cadeia nos próximos meses”. Portanto, “é uma pessoa mais desqualificada para emitir qualquer opinião a respeito dele e dos outros“.

Quanto a Lula, a quem Valério apontou como “chefe do esquema do mensalão”, Tatto reafirma que se trata de “uma pessoa honrada, que só fez o bem do Brasil“.

Por fim, observou Tatto com argúcia:

– O PT pagou um alto preço por ter relação com esse senhor. Esse alto preço agora chega. Já pagamos nossos pecados.

Se Valério não merece “um mínimo de crédito” para falar sobre o julgamento do mensalão porque já foi condenado, imagino que também não mereçam os demais mensaleiros do PT. E pela mesma razão.

Não é isso, Tatto?

Se o PT pagou um preço alto por se relacionar com Valério, é de se imaginar o preço que Valério pagou por ter se relacionado com o PT.

Não é isso, Tatto?

A não ser que Tatto queira dizer que o PT foi vítima de Valério. É bem capaz de ele ter sugerido isso, sim.

Que pecados o PT cometeu e já pagou, segundo Tatto? Um deles terá sido o mensalão? Ou o pecado do PT foi ter dado trela a Valério?

Compreendo o elogio que Tatto faz a Lula. Tatto é um fiel vassalo dele.

O que não compreendo é o fato de Lula ter pedido desculpas aos brasileiros e se dito traído com o mensalão. E agora que o Supremo Tribunal Federal aponta os nomes dos supostos traidores, Lula prefere se manter calado.

Por que?

(Não perguntei a você, Tatto. Sua resposta poderia ser desastrosa.)”

http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2012/11/01/desconfio-que-pt-foi-vitima-de-valerio-472479.asp

Não foi legal, leitor? Bem humorada, né? Abre o bico, valério!

Li, também, sobre a tal ONG Pierre Bourdieu (que já teria recebido, aí, um bocado de 60 milhões de reais, sem sequer ser de “utilidade pública“. Detalhe, segundo Pelegrino, a galara do tal PTC tá toda lá:http://www.bahianoticias.com.br/principal/perola-do-dia/1755-nelson-pelegrino.html…). Vi até a sua “NOTA DE

ESCLARECIMENTO” (http://www.ongpierrebourdieu.com.br/). Não é muito entusiasmada, não. Já começa com aquel papo”…notícias veiculadas na Rádio  Metrópole…” (antes se dizia “revista Veja” ou até www.segundavia.org, lembra?). Mas, garantindo o meu voto para a próxima eleição, a vereadora Aladilce de Souza (PCdoB) promete investigar (http://www.metro1.com.br/portal/?varSession=noticia&varEditoriaId=10&varId=21039).  E ela é uma gatinha, né? Pau na vagabundagem, veradora (veja mais sobre pau na vagabundagem em LA VIDA POR LA IZQUIERDA E O ADVOGADO DO EX-MINISTRO ORLANDO SILVA, MULTIUSO10, MULTIUSO11…). Agora, é com você, leitor:

 Em quintoooooo lugaaaaarrrrr

“(…) Dispensamos o apoio de mensaleiros”… Babá vem a ser o líder da Corrente Socialista dos Trabalhadores, uma das facções do PSOL. O candidato do partido a prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, conseguira o que muito candidato do PT sonhara sem conseguir.

Simplesmente, Lula gravou uma mensagem para a televisão recomendando o voto em Edmilson. Na pesquisa Ibope de intenção de votos do último sábado dia 20, Edmilson tinha 42% contra 51% de Zenaldo Coutinho (PSDB). Parada dura, portanto.

Babá não quis saber. Anunciou o rompimento de sua corrente com a candidatura de Edmilson. Foi seguido pelo PSTU, que também rompeu. E ditou uma declaração para a imprensa:

– De forma nenhuma podemos aceitar que nosso partido, construído com dificuldade, venha a aceitar qualquer apoio do PT, muito menos declaração de voto de Lula. Não podemos aceitar apoio de um partido de mensaleiros.

Quer saber no que deu?

No primeiro turno, Edmilson atraíra 32,5% dos votos válidos, derrotando Zenaldo por uma diferença de dois pontos percentuais. No segundo turno, Zenaldo virou a eleição e venceu por 56,61% a 43,39%.

Babá não quis comentar o resultado. Tô com Babá.

Em quarrrrrrrtooo lugaaaaarrrrrrr

O PSOL do Pará fez cara feia para o apoio de Lula ao seu candidato a prefeito de Belém. Mas o PSOL do Amapá aceitou de bom grado o apoio do DEM e do PSDB ao seu candidato a prefeito de Macapá, Clécio Luis.

Clécio enfrentou no segundo turno o prefeito Roberto Góes, do PDT, candidato à reeleição. E Góes contou com o apoio de Lula. Sim, Lula era PSOL de coração em Belém. E contra o PSOL em Macapá. Góes tornou-se famoso por ter sido preso pela Polícia Federal em dezembro de 2010 durante a Operação Mãos Limpas. Pesavam contra ele suspeitas de fraudes em licitações da prefeitura. Foi solto depois de dois meses. Responde a inquérito que tramita no Tribunal Regional Federal da 1ª. Região. Não pode deixar o Estado sem avisar antes à Justiça. E em Macapá está proibido de frequentar boates e “locais perniciosos”.

Clécio derrotou Góes por uma diferença de apenas 2.369 votos. Teve 50,59% dos votos válidos contra 49,41% de Góes. Lula não ficou nem um pouco incomodado por ter apoiado um político que foi preso e responde a processo.

Em terceiiiiiiiiiiiiro lugaaaaaaarrrrrrr

Pense num desastre eleitoral que tinha tudo para não ter acontecido. Uma lambança daquelas inesquecíveis. Uma operação política complicada tocada com o mais puro amadorismo. Pois foi assim no Recife, governado pelo PT há quase 12 anos.

No início deste ano, o partido resolveu largar de mão João da Costa, prefeito da cidade, o mais mal avaliado do país. Convocou uma prévia. E escalou o deputado federal Maurício Rands para disputá-la contra o prefeito.

O governador Eduardo Campos, de Pernambuco, presidente nacional do PSB e tratado por Lula como uma espécie de filho adotivo, apoiou a escolha de Rands – por sinal, seu secretário de governo… [se ligue, leitor]

Aí aconteceu o impensável: sem a ajuda dos caciques do PT, o prefeito João da Costa derrotou Rands. Nem assim o PT se deu por vencido. Sua direção nacional anulou a prévia e convocou outra a ser disputada de novo por Rands e João da Costa.

Na véspera da nova prévia, Rands desistiu. Evitou ser novamente derrotado. De quebra, desfiliou-se do PT, renunciou ao mandato de deputado e se mandou para o exílio no Sudão.

Foi quando o PT pisou na bola pela terceira vez consecutiva: Lula escolheu o senador Humberto Costa para concorrer à vaga de João da Costa, a essa altura conformado em não tentar se reeleger. Só que Lula não combinou o jogo com Eduardo Campos.

E Eduardo não perdoou: lançou um candidato do PSB e elegeu-o no primeiro turno [Ô, Ele não elege até um poste?]

Lula e Eduardo, hoje, mal se falam. E Dilma desconfia que Eduardo poderá enfrentá-la na eleição presidencial de 2012.

O PSB foi o partido que mais elegeu prefeitos de capitais – cinco. E cresceu 41% de 2008 para cá. Está sendo cortejado pelo PSDB.

Em seguuuuuunnndo lugaaaaaaarrrrrrrr

Com vocês, “A fantástica história do ovo que virou cuspe”.

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=193912&id_secao=1

No dia 11 de setembro último, ao chegar para um debate de candidatos a prefeito de Manaus, a senadora Vanessa Grazziotin (PC do B), apoiada por Lula, Dilma, o governador do Amazonas, os maiores líderes políticos do Estado, os maiores grupos econômicos e quase todos os grupos de mídia, disse que fora atingida por um ovo.

Quem arremessara o ovo? Ela não sabia. Sugeriu que o agressor poderia ter sido um eleitor de Arthur Virgílio, candidato do PSDB a prefeito. Vanessa derrotara Virgílio dois anos antes ao se eleger senadora. Manaus se preparava para assistir à revanche.

Na madrugada do dia 12, Vanessa embarcou às pressas para Brasília. E na tarde do mesmo dia, da tribuna do Senado, falou longamente sobre a agressão de que fora vítima. Recebeu a solidariedade dos seus pares. E até de Dilma.

Quase 14 horas antes do início do discurso, a assessoria de Vanessa registrara na polícia que a agressão não fora movida a ovo, mas a cuspe. No dia 13, Vanessa admitiu que fora cuspe, sim, embora nada tenha restado provado até hoje.

Vanessa subiu 10 pontos nas pesquisas de intenção de voto. E depois só fez cair. Teve no primeiro turno menos da metade dos votos de Arthur. Repetiu o desempenho no segundo turno.

Moral da história: ovo tem gema e clara. Cuspe, não [meu apoio à senadora,contra essa imprensa burguesa].

Em primeeeeeeeeiiiiiiiiiiiiiiro lugaaaaaaaarrrrrr

Chamar alguém de “baixinho” é bullying? Se esse alguém se sentir incomodado de ser chamado assim, é. Tanto mais se isso ocorrer em público.

Bullying” não foi, digamos. Mas o que a presidente Dilma Rousseff fez com o deputado federal ACM Neto (DEM), recém-eleito prefeito de Salvador, foi algo parecido com isso.

Escalada por Lula para ir a Salvador evitar a derrota de Nelson Pelegrino, candidato do PT a prefeito, Dilma comportou-se por lá meio sem jeito.

No meio de um comício, disparou para surpresa geral:

– Aqui não pode ter um governinho. (A platéia vibrou).

Ela seguiu:

– Não pode ter um governo pequenininho.

(A platéia vibrou de novo.)

Quando ela disse: “Aqui temos que ter um grande governo”, Pelegrino, que mede mais de 1m90, levantou os braços, sorridente. E foi aplaudido. Por que a platéia achou graça e bateu palmas ao ouvir Dilma falar em “governinho” e em “governo pequenininho”? Simples: porque entendeu o que ela quis dizer. Entendeu a quem ela se referia. Se ACM Neto, de apelido “grampinho”, medisse 1m90, produziria o mesmo efeito Dilma dizer que Salvador não pode ter “um governinho” ou “um governo pequenininho”? Claro que não. Mas ACM Neto mede 1m65.

Dilma valeu-se de uma característica física do seu adversário para mexer com ele.

Por que não disse seu nome?

Para não ser acusada de preconceito.”

http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2012/11/01/as-maiores-mancadas-da-eleicao-2012-por-ricardo-noblat-472999.asp

No link acima, leitor, tem um vídeo do comício de “Cazajeiras”, como a Presidente chamou o bairro. E nele, o mais gostoso é ver o principal ex-prefeito (biônico) do coronel ACM gritando “…chega de malvadeza…”.  Falou-se em metrô e tudo. Mas isso, sim, que é uma viagem! Será por isso que a galera não foi com o 13, jesuis? Pena, tão boas propostas e ideias…

Anúncios
Esse post foi publicado em machadodeachismo, oxigênio. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s